Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Bom 2008


A todos quantos visitam este blogue quero desejar um Ano Novo de 2008 cheio de muita saúde, sorte e dinheiro para gastos. Abraço a todos e não se esqueçam: se conduzirem não bebam álcool.
por João Severino às 17:04
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
| partilhar

Bagão Felix critica Governo e Banco de Portugal


"Este Governo está a introduzir uma forma de social capitalismo nas empresas", afirma Bagão Félix um dos nomes que integra a lista ao Conselho de Administração apresentada por Miguel Cadilhe, ontem à noite.
O ex-ministro das Finanças confessa que não é natural nem saudável, o Governo imiscuir-se na vida das empresas privadas. "Independentemente da pessoa e capacidade de Santos Ferreira não faz sentido, sendo mesmo incoerente, que de um dia para o outro o presidente de uma instituição bancária, que ainda por cima é estatal, passe para outro banco, o maior banco privado, por sugestão de qualquer governo ou ministro".
Aliás, embora não esteja na lei, "quando um quadro da banca sai de uma instituição em que trabalha e vai para outro banco assume normalmente um período de nojo. É uma questão de ética, mais do que uma questão legal". O que na opinião de Bagão "deveria ser seguido pelos mais altos dirigentes das instituições".
Bagão Félix, afirmou ao Expresso que aceitou o desafio de Miguel Cadilhe porque independentemente da lista ganhar ou perder em Assembleia Geral de accionistas, também por considerar que este "é um caso estranho", em particular no que toca à posição do Banco de Portugal. E adianta: "A entidade de supervisão deveria interrogar-se sobre as suas próprias debilidades em vez de lançar dúvidas sobre todos os administradores do BCP desde 1999".
Bagão Félix afirma que "é escabrosa a presunção generalizada de que são alvos os administradores do banco. As pessoas têm a sua dignidade e o Governador do Banco de Portugal deveria perceber que há limites para tudo. Ou há inibições ou não há".
Segundo Bagão Félix "a entidade de supervisão deve tratar das suas falhas e actuar em conformidade com as mesmas em vez de lançar reptos generalizados".
por João Severino às 17:00
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar

Chá das cinco (26)

Foto Avelino Oliveira

Com um cházinho de Tília ou Camomila limpem bem essas barriguinhas agora para que mais logo a partir das 22.00 possam atacar os whiskys e champanhes.
por João Severino às 16:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Na Austrália já é 2008

Foto Sydney Morning Herald - Ponte de Sydney e Opera House

Para o meu filho, meu neto e muitos amigos que ali tenho desejo-lhes um BOM ANO de 2008. Na Austrália já se festeja a entrada do Novo Ano. Abraços e beijos a todos.
por João Severino às 15:23
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar

Blogando com prazer (49)

Cat Power - Jukebox

Cat Power vai editar um segundo álbum com versões de temas de outros artistas. O registo chama-se Jukebox e incluirá temas celebrizados por Frank Sinatra, Bob Dylan, Billie Holliday e Janis Joplin. Com chegada prevista às lojas no dia 22 de Janeiro de 2008, o álbum incluirá também um tema original da cantora dedicado a Bob Dylan: «Song to Bobby». Jukebox sucede a The Greatest , o mais recente álbum de originais editado por Cat Power em 2006. The Covers Record , o primeiro registo de versões da cantora, data de 2000 e inclui canções dos Rolling Stones, Velvet Underground e Bob Dylan.

(Blitz)

Cat Power Myspace
In Omissão Impossível
por João Severino às 15:14
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Meio-dia (30)


Foto Miguel Silveira

- Nem com este sol maravilhoso me apetece sair ao meio-dia...
por João Severino às 12:01
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar

Fumadores mudam de hábitos


A partir de amanhã é proibido fumar na maioria dos locais públicos, especialmente, cafés e restaurantes. Os fumadores vão ter que se habituar a beber a bica sem o cigarro, o que, imagino, deve ser um grande sacrifício. Uma nova lei, repleta de muito fundamentalismo e na onda das grandes empresas ligadas ao enorme poder das farmacêuticas que geram já a maior diversidade de produtos para se deixar de fumar. Tudo é negócio. Tanto a venda do tabaco como a proibição de fumar. O que não se vê, mais uma vez, é ter-se em conta a liberdade do cidadão. Pacheco Pereira tem toda a razão quando fala em fascismo higiénico...
por João Severino às 11:47
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

Por mares nunca dantes blogados (20)

Voltei a Madrid.
Depois do Natal em Espinho, bacalhau cozido, passagem por Lisboa, capital às escuras, esburacada, capital de casas frias, húmidas, sem aquecimento porque a luz está cara e não há para isolamento nas janelas, capital do comércio tradicional à beira da extinção sempre por culpa do governo que não proíbe as grandes superfícies, capital deprimente de um país de deprimidos. Sim, Portugal é um país afogado numa depressão da que não se quer curar, numa depressão que curte e da que se orgulha. Olhei durante uma semana para televisão do meu país e vi programas para o povo apresentados por mamalhudas anafalbetas especializadas em entrevistar famílias de desdentados que se queixam de casas a cair de podres, telejornais feitos de entrevistas de rua a um povão que se queixa da subida do euribor, comentaristas políticos que se queixam da crise do BCP, o líder da oposição que se queixa porque não pode controlar a Caixa Geral de Depósitos. A queixa é líder de audiências na televisão portuguesa.
E que faz o Governo na quadra natalícia com o povo neste estado? Brindar-lhe com mensagens de esperança? Não, fecha serviços de urgências no interior abandonado do país na véspera de Natal, manda cartas de penhora de contas, proibe fumar, ameaça com a ASAE (notazinha mental - não me fodam pá: enquanto toda a Europa premia o produto artesanal e manda levar no cu os burocratas de Bruxelas, neste meu país gerido por atrasados mentais penalizam-se os métodos tradicionais e os meios de subsistência centenários), deixa que as iluminações natalícias de Lisboa sejam patrocinadas pelo Santander. E avisa que a coisa só vai melhorar graças ao esforço do Governo. No discurso natalício do Primeiro Ministro não ser ouve uma palavra de agradecimento pelo sacrifício das economias familiares, uma voz de ânimo, força, estamos quase lá! Que arrogante, este pequeno Sócrates que se pensa o fazedor de tratados só porque consta no título o nome de Lisboa, só porque se abraça ao namorado da Carla Bruni, só porque trata por tu o Zapatero.
Sim, voltei a Madrid, fugida de uma Lisboa que sempre amei e que agora me dá urticárias. Não posso com tanta queixa feita cancro de nós, não posso com este rame-rame obrigatório, com este modo de viver que recompensa a lamúria. Tenho pena e queria desejar-vos Bom Ano, que sejais felizes, mas só se me ocorre pedir-vos para desligar a televisão. Saiam à rua, encham os bares, obriguem os donos dos restaurantes a ligarem o aquecimento, iluminem as ruas de Lisboa com as luzes das vossas árvores de Natal, fujam dos centros comerciais e levem os vossos filhos aos jardins, namorem nos bancos dos parques e esqueçam que somos uma campanha publicitária chamada a Costa Oeste de Europa. Somos um país de gente pouco alegre, bem sei, mas também não merecemos estar sempre a levar nos cornos, caralho.

Rititi, in Rititi (Recomendo)
por João Severino às 11:36
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Mães portuguesas que preferem Espanha


Desde 5 Junho de 2006, último dia em que funcionou o serviço de obstetrícia da maternidade de Elvas, que fazia mais de 200 partos/ano, meio milhar de crianças portuguesas já nasceram do lado de lá do Guadiana e pelo menos 2000 utentes já frequentaram o serviço e o aconselhamento pré-natal do Hospital do Perpétuo Socorro de Badajoz. São números do próprio hospital, onde o ritmo de nascimentos de bebés portugueses é à razão de um por dia desde há ano e meio.
Desde que a maternidade fechou em Elvas, Badajoz acaba por servir também a maioria das pessoas da raia alentejana. Os preços são mais baratos, há mais gente, mais jovens, há lojas e centros comerciais, os hospitais são melhores, os cursos de Medicina estão cheios de portugueses e muita gente já procura ali trabalho porque os ordenados são melhores e há mais emprego.
Também não é difícil encontrar no parque de estacionamento algumas matrículas portuguesas. Vêm de Elvas, de Campo Maior e das várias freguesias dispersas na vastidão da planície. É mais perto ir a Badajoz do que ir a Portalegre, a Évora ou a Beja, já para não falar do facto de quem precisa de uma ambulância e de ter de estar horas à espera.
por João Severino às 11:27
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Delícias para a visão (70)


Foto RAPHAEL o pensativo
por João Severino às 11:16
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
| partilhar

BT da GNR sem razão


Ontem assisti na televisão a uma cena ingrata. Então, é assim: a Brigada de Trânsito da GNR passou a ter novos carros com motor potente não-identificados para a detecção de carros que circulem a alta velocidade. Determinada brigada vê passar um carro com alguma velocidade, possivelmente no limite de 120-130 km/h e ataca. Vai atrás dele e encosta-se à traseira. Esta é a primeira manobra perigosa por parte da BT. Se o condutor perseguido olha naquele momento, particularmente de noite, para o espelho e se assusta, pode travar de repente e o acidente é inevitável. Depois a BT continua a "apertar" com o perseguido e este acelera mais um bocado ou um bocadão, caso seja um carro muito potente e rapidamente pode chegar aos 180-200 km/h ou mais. Nesse momento a BT registou a alta velocidade, liga os avisos sonoros e luminosos e manda encostar. Começa a discussão. A BT refere a infracção de excesso de velocidade e o condutor salienta a manobra perigosa e forçada executada pela BT.
E eu acrescento: quem é que disse ou não disse aos senhores da BT que eu tenho todo o direito de acelerar, - nem que seja até aos 400 km/h, no caso de conduzir um Bugatti, - se pretender fugir a um assalto ou a um gangue que me pretende fazer mal. Eu não faço a mínima ideia de quem é que se colocou atrás de mim, encostado à traseira do meu carro e com que intenções. Posso dar um exemplo: Na Austrália sucedeu-me exactamente isto, eu acelerei, fugi do carro perseguidor e quando parei numa estação de serviço e passados segundos chegou o carro-patrulha referi aos policiais que a minha aceleração se deveu ao receio de ser alguém que me pretendia assaltar. A sua compreensão foi total e cada um de nós seguiu o seu destino.
A GNR está mais papista que o Papa na caça à multa e neste tipo de perseguição não tem razão. Ainda gostava de ver qual a decisão de um juiz perante um cidadão que lhe aparecesse pela frente a defender-se com a tese de que acelerou porque se sentiu ameaçado por desconhecidos...
por João Severino às 10:44
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

Boicote às operações "Stop"

A PSP de Lisboa, Porto e outras cidades ficaram perplexas quando se deu conta que as suas tão preparadas operações "STOP" eram boicotadas de maneira simples. A redução de carros a transitar pelos locais onde decidiram operar começou a ser uma realidade estranha. Na verdade, as mensagens por SMS passou a ser o maior e activo aviso de muitos condutores para os seus amigos. Através de uma mensagem, tipo "cuidado, stop bófia 24 julho", centenas de condutores evitam passar pelo local indicado e onde decorre uma operação policial.
por João Severino às 10:37
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

Ano acaba mal na rede

Durante o dia de ontem tive as maiores dificuldades para navegar nesta rede que resolveu terminar o ano da pior maneira. O servidor não funcionava a preceito, de uma lentidão enorme e a provocar-nos o desespero. Por isso, o número diminuto de mensagens que vos proporcionei. Hoje não está muito melhor mas vou tentando conseguir alguma coisa, especialmente algumas novidades sobre o nosso Portugal para aqueles que nos venham ler no estrangeiro onde estão a passar esta quadra da passagem de ano. Daqui a pouco tempo os nossos leitores do Extremo-Oriente e da Austrália vão estar a festejar a entrada do novo ano. Especialmente para eles envio desde Lisboa o meu voto de um 2008 com tudo do melhor, muita felicidade e muita paz. BOM ANO NOVO!
por João Severino às 10:17
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Pinto Monteiro alerta que violência no Porto pode voltar


O Procurador-Geral da República afirma hoje em entrevista ao Correio da Manhã que a violência e criminalidade no Porto "estão longe de ser desmanteladas e controladas", alertando que "regressarão em breve" caso não forem tomadas medidas adequadas.
"A violência e a criminalidade na área metropolitana do Porto estão muito longe de ser desmanteladas e controladas e, a não serem tomadas medidas adequadas, regressarão em breve", afirmou Pinto Monteiro.
De acordo com o Procurador-Geral da República existem ainda "muitos factos a investigar, devendo a situação ser devidamente enquadrada e esclarecida".
"Estou certo de que todos os intervenientes no processo vão colaborar e o poder político vai apoiar inequivocamente a actuação do Ministério Publico", afirmou.
"Não é possível ser de outro modo num Estado de Direito", acrescentou o responsável.
Na entrevista publicada na revista do Correio da Manhã, Pinto Monteiro sublinhou que a questão é "demasiado grave" para ser discutida na praça pública, confessando, no entanto, que começou a "estar cansado de ler e ouvir tanta mentira e meias verdades".
"Um dia será tudo esclarecido. Por ora, quero apenas afirmar que a investigação vai prosseguir sob a coordenação e orientação da senhora procuradora Helena Fazenda, que é a pessoa certa no lugar certo", disse.
Pinto Monteiro lembrou que Helena Fazenda é "magistrada prestigiada" do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) e que "detém a competência para a investigação em causa".
O Procurador-Geral da República disse ainda que a "Operação Furacão" tem todos os meios necessários e que esta tem de "acabar em 2008".
Na entrevista, Pinto Monteiro criticou também o Governo por causa do Código de Processo Penal, considerando que este "tem tido pouca maleabilidade na questão".


por João Severino às 19:07
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

Miguel Cadilhe vai à luta no BCP

Miguel Cadilhe disse ao Expresso que vai avançar com a candidatura à presidência do Conselho Executivo do BCP- Millennium. Um dos nomes da lista de candidatura do ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva é o gestor João Carvalho das Neves.


por João Severino às 18:58
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

4000 visitas

O nosso blogue PPTAO iniciou a sua contagem de visitas no passado dia 4 de Novembro. Em menos de dois meses acabámos de atigir o bonito número de 4000 visitas. Relativamente ao número de mensagens que aqui vos deixámos já atingimos as 1125. A todos agradecemos e voltem sempre.
por João Severino às 09:40
link do post | comentar | ver pauladas (5) | favorito
| partilhar

Soraia em alta


A actriz Soraia Chaves é a grande atracção do novo filme Call Girl, do realizador António-Pedro Vasconcelos. A actriz, de 25 anos, que interpreta o papel de uma prostituta de luxo, disse que vai aproveitar o fim do ano para abrandar o ritmo de trabalho e realizar uma introspecção e avaliação pessoal. O filme está a ter uma grande procura de bilheteira.
por João Severino às 08:38
link do post | comentar | ver pauladas (4) | favorito
| partilhar

Jardim à espera de Cavaco

A 31 de Março de 2008, Alberto João Jardim celebra 30 anos à frente dos destinos da Madeira. Em Abril recebe oficialmente na região o Presidente da República, Cavaco Silva, com quem manteve relações tensas, de conflito aberto, e a quem apelidou de "senhor Silva". Julga-se que Jardim nunca perdoou ao então primeiro-ministro que tivesse citado a Madeira como exemplo negativo de governação numa campanha contra a regionalização do País. Mas o tempo passa. As notícias esbatem-se e faz-se tudo em nome da unidade nacional.
Daí que os madeirenses aguardem pela chegada do primeiro-ministro antes da campanha eleitoral de 2009, ou seja, uma visita de José Sócrates em 2008, caso contrário corre o risco de terminar o mandato sem pisar solo madeirense.
por João Severino às 08:29
link do post | comentar | favorito
| partilhar

Minogue condecorada


Ordem do Império Britânico para Kylie Minogue

Foto EFE

A cantora australiana Kylie Minogue, de 39 anos, e que ultrapassou a luta contra um cancro, será condecorada com o cargo de Oficial da Ordem do Império Britânico pela rainha Isabel II de Inglaterra, com o objectivo de reconhecer o seu contributo à música. Minogue afirmou que stá "profundamente comovida" pela distinção outorgada pelo "seu país adoptivo".

por João Severino às 08:14
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

Estado deve milhões às Câmaras

O Estado deve mais de 150 milhões de euros a 101 câmaras, dívida derivada essencialmente de pagamentos em atraso da Administração Interna, Cultura e Obras Públicas.
A maior fatia, 133,6 milhões de euros, reporta-se a obras ou programas de responsabilidade do Governo, executados por autarquias. Os restantes 16,5 milhões são de compromissos assumidos durante anos por vários governos, protocolados mas não executados, porque ministérios, secretarias de Estado, direcções-gerais ou institutos não pagaram aquilo a que se comprometeram. Este valor foi considerado dívida pois, em muitos casos, as autarquias fizeram despesa. É o caso de um protocolo entre o Ministério da Educação e um município (Alcácer do Sal), em que este se obrigou a dar o terreno para construir uma escola. Para o comprar, a câmara recorreu a empréstimo, limitou a capacidade de contracção de dívida, provavelmente pagará despesas em tribunal devido à expropriação, e a escola ainda não existe.
Com que direito o Estado pode obrigar o cidadão a pagar quando o seu exemplo é o que se vê?...
por João Severino às 08:10
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

pptao

Um blogue onde deixarei simples observações sobre o que vai acontecendo à nossa volta neste mundo global. Também serve de contacto com imensas pessoas que gostaram de mim. O título do blogue? Porque sempre fui "pau para toda a obra". Obrigado por ter vindo. “Morrendo estou na vida, em morte vivo; / vejo sem olhos, e sem língua falo; / e juntamente passo glória e pena.”, Camões

arte

João Eduardo Severino

Create Your Badge

a frase

"A vida é muito curta para termos inimigos"
Ayrton Senna

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

favoritos

Quatro anos depois

pessoalmente

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

cv

Jornalista com a Carteira Profissional nº 278. Já restam poucos do meu tempo. Como último cargo fui director e proprietário do diário 'Macau Hoje'. Pode ler o meu CV completo na primeira mensagem de Outubro de 2007.

subscrever feeds

tags

todas as tags