Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2013

O roubo vai continuar

 

> Gasóleo vai subir mais que a gasolina em 2013.

 

 

por João Severino às 09:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2012

E se o roubo continuar ainda vai descer mais

 

> A quebra no consumo de combustíveis acentuou-se nos primeiros nove meses deste ano, representando já uma descida de 13,1% em relação ao período homólogo de 2011, indica o último relatório da Autoridade da Concorrência relativo ao “Acompanhamento dos Mercados de Combustíveis Líquidos e Gás Engarrafado – III Trimestre de 2012”.

De acordo com o documento, a diminuição do consumo de combustíveis derivados de petróleo entre o terceiro trimestre de 2011 e o deste ano sentiu-se em todos os produtos, menos no jet-fuel (aviação). Ao todo, no país o consumo de combustíveis rodoviários aumentou 4,4% do segundo para o terceiro trimestre, mas se a comparação for feita em termos homólogos registou-se uma forte queda. Só no gasóleo e na gasolina a descida foi de 10,7% e 9,1%, respectivamente.

 

PAU COMMENTS

 

De Jorge Cabral a 12 de Dezembro de 2012 às 18:31
A respeito desta caldeirada dos preços dos derivados do petróleo eu gostaria de saber qual é a razão tecnica em que se baseia a decisão de considerar o Brent como referência quando me parece que no mix das nossas importações isso está longe de se justificar, segundo os elementos de que disponho.
Parece-me também que esta opção não foi "estabelecida" para beneficiar os consumidores, mas estranho que a Autoridade da Concorrência, mas muito em especial a DECO, não traga isto à discussão.
É que todos bem sabemos que o Brent aparece sempre, também sem grande justificação técnica para além dos desígnios opacos dos mercados, com cotações superiores ao Crude em mais de 20%.
Com tanta arma ao nosso dispor, como hoje temos, continuam a comer-nos as papas na cabeça com "histórias da carochinha" a seu bel-prazer. De facto temos o que merecemos. Apessoámo-nos pela via errada, Abastardámo-nos nas ideias, abujardámo-nos nos valores e estupidificámo-nos nos comportamentos.

 

 

por João Severino às 14:38
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

O roubo é vergonhoso

 

> Deco diz que gasóleo é todo igual e faz denúncia.

 

 

por João Severino às 14:48
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sábado, 8 de Setembro de 2012

Roubam e servem mal

 

> Galp: Clientes que querem factura têm de estar duas vezes na fila de pagamento.

 

 

por João Severino às 10:42
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 20 de Agosto de 2012

iPau

 

> Combustíveis voltam a subir na próxima semana.

 

 

por João Severino às 10:25
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 27 de Julho de 2012

À base do roubo no preço dos combustíveis

 

> Lucros da Galp crescem 56,7% no primeiro semestre.

 

 

por João Severino às 09:01
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 27 de Abril de 2012

O ROUBO CONTINUA

 

> Marques Mendes denuncia combinação de preços nos combustíveis.

 

 

 

por João Severino às 09:48
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

O ROUBO CONTINUA

 

> Governo garante que não vai interferir no preço dos combustíveis.

 

 

 

por João Severino às 14:41
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 21 de Março de 2012

A ANEDOTA DO ANO

 

> Riam, riam, riam muito porque vem aí a graça do ano. Humor negro com descaramento, desplante, sem vergonha e chocante. Como é possível que o responsável máximo da Galp venha tentar atirar-nos com os camiões da empresa todos cheios de areia para os nossos olhos. O roubo continua e o que nos é transmitido não passa da melhor anedota do ano. Leiam-na e riam, riam muito, mas já sabem que quem muito ri acaba em lágrimas...

Mercado dos combustíveis é "de uma transparência inigualável"


Ler mais: http://expresso.sapo.pt#ixzz1pnQ3hHi4
por João Severino às 23:14
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 19 de Março de 2012

É ROUBAR VILANAGEM

 

> O preço dos combustíveis continua a aumentar. A culpa é dos consumidores. Não se ponham a protestar para as câmaras de televisão, porque já propusemos aqui no PPTAO dezenas de decisões que se podiam levar a efeito. E uma delas, simples, que levaria o sistema distribuidor ao caos, resume-se à simples atitude de deixarmos, durante uma semana, de comprar combustível a UMA qualquer gasolineira que viesse a ser decidido por todos. Veriam como os preços baixavam de imediato.

 

por João Severino às 11:09
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 14 de Março de 2012

A GASOLINA É LIXO

 

 

> Perguntem a qualquer engenheiro químico especializado em refinação de petróleo por que razão é que estamos a ser assaltados e roubados sem arma apontada à cabeça. Dir-vos-ão porque a gasolina é a escória do processo de refinação do crude. A gasolina é o pior e de menos valor em todo o processo.

E é precisamente essa porcaria que está a ser vendida diariamente com um aumento no preço. Quem não levar este assunto a sério lá para os lados da Galp e quejandos, há-de apanhar o ricochete do mal que andam a fazer-nos, certamente, com uma revolta social. Não tenham dúvidas que vai começar por aí... no dia em que os consumidores já não possam meter a chava na ignição dos seus carros.

 


por João Severino às 11:14
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012

O ROUBO CONTINUA

 

> Aonde, aonde? Nos preços dos combustíveis. Aumento e cartelização, duas "benesses" de qualquer governo. Merda.

 

por João Severino às 09:24
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

E VAI BAIXAR MAIS

 

O futuro está no hidrogénio e as "inteligências" não querem crer. Pois bem, o consumo já começou a baixar e ainda vai baixar muito mais. Consumo de combustível desceu 7% no último trimestre.

 

 

por João Severino às 13:49
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2011

MAIS ROUBO

 

> Preços dos combustíveis sobem a partir de hoje.

 

 

por João Severino às 10:30
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

ESTAMOS SEMPRE A APROVAR O ROUBO

 

> Uma das maiores queixas actuais dos automobilistas prende-se com o preço elevado dos combustíveis praticado em Portugal. Contudo, esta é um queixa que já não é de agora, como se comprova pela notícia publicada no número 204 do então jornal 'AutoSport', de 23 de Julho de 1981.

Então, tal como agora, a culpa dos aumentos constantes era atribuída à crise e aos preços do petróleo nos mercados internacionais: “Nada subiu tanto nos últimos dez anos. O primeiro aumento foi justificado pela inflação. Depois foi a crise, crise que nunca mais se resolveu e que estará teoricamente por detrás da escalada de preços”, podia-se ler no artigo publicado há mais de 30 anos.

“Em Abril de 1971, um litro de gasolina super custava em Portugal Continental 6$70. Era o primeiro aumento. Levantou celeuma, houve bichas intermináveis nas bombas. Mas havia a promessa de que tão cedo não haveria mudança de preços. Depois, em 1973, a OPEP decide que o petróleo estava demasiado barato, que era um recurso finito, que os países industrializados eram os grandes esbanjadores de energia e que tinham de arranjar soluções alternativas”, lia-se ainda, sabendo-se mais à frente que o preço de um litro de 'super' aumentou progressivamente até chegar, em 1981, aos 55$00.

Portanto, se a crise já não é de agora, o mesmo se pode dizer das razões para os constantes aumentos de preço nas bombas de combustível.

Em 30 anos passou de 55 escudos para 1,5€... é o roubo total.

 

 

por João Severino às 10:37
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

mais roubo

 

> O preço dos combustíveis aumentou. O roubo continua. O aumento é justificado pelas gasolineiras com a subida das cotações do petróleo no mercado internacional. Acontece que o preço do petróleo está a baixar em todas as fontes.

A Galp aumentou segunda-feira o preço do litro do gasóleo e da gasolina em 1,5 cêntimos e 2,5 cêntimos, respectivamente. Nos postos da petrolífera nacional um litro de gasóleo vale agora 1,429 euros, enquanto o litro da gasolina passou a custar 1,594 euros, de acordo com o site da DGEG.

Na Cepsa, o preço de referência da gasolina aumentou 2 cêntimos enquanto o do gasóleo subiu 1,1 cêntimos. Um litro de gasolina sem chumbo 95 custa agora 1,589 euros na petrolífera espanhola, ao passo que o gasóleo vale 1,429 euros por litro.

BP e Repsol seguiram a tendência de subida e aumentaram os preços dos combustíveis esta madrugada.

Na Repsol, e segundo o site da DGEG, o preço da gasolina subiu 2 cêntimos para 1,589 euros, enquanto o gasóleo encareceu 1,5 cêntimos para 1,434 euros. No mesmo sentido a cartelização continuou com a BP a aumentar o preço do litro da gasolina em três cêntimos, para 1,599 euros enquanto o gasóleo subiu um cêntimo para 1,429 euros. Os valores variam, contudo, de posto para posto, sendo que na maioria dos casos os vendedores optam por encarecer os preços de referência. Um roubo descarado que sabe bem ao governo porque no preço dos combustíveis a maior fatia vai para o imposto estatal.

 

por João Severino às 16:36
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011

não, não, isso não

 

> ANAREC quer low-cost na actual rede de distribuição.

 

Isso, seria areia para os olhos do pagode e ficaria tudo na mesma com a cartelização...

 

 



por João Severino às 19:44
link do post | comentar | favorito
| partilhar

como somos roubados

 

> Palavras para quê? São artistas portugueses. Por dezenas de vezes já provámos aqui que a cartelização dos preços dos combustíveis em Portugal é um roubo. E que roubo. Comparem só:

 

Bélgica - diesel € 1,222!
França - diesel € 1,294!

Azerbaijão - Diesel 0,31 euros
Egipto - Diesel 0,14 Euros
Etiópia - Super 0,24 EUR
Bahamas - Diesel 0,25 EUR SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Bolívia - Super 0,25 EUR

Brasil - Diesel 0,54 EUR
China - Normal 0,45 EUR... e depois os chineses é que têm culpa do excesso de consumo!!!!!
Equador - Normal 0,24 EUR
Gana - Normal 0,09 EUR!!!!!!!
Gronelândia - Super 0,50 Euros
Guiana - Normal 0,67 EUR
Hong Kong - Diesel 0,84 Euros
Índia - Diesel 0,62 EUR
Indonésia - Diesel 0,32 EUR
Iraque - Super 0,60 EUR
Cazaquistão - Diesel 0,44 EUR
Qatar - Super 0,15 Euros
Kuwait - Super 0,18 Euros
Cuba - Normal 0,62 EUR SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Líbia - Diesel 0,08 Euros!!!!!!!
Malásia - Super 0,55 Euros
México - Diesel 0,41 EUR

Moldávia - Normal 0,25 EUR SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Omã - Super mais 0,20 euros
Perú - Diesel 0,22 EUR.   SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Filipinas - Diesel 0,69 EUR
Russia - Super 0,64 Euros
Arábia Saudita - Diesel EUR 0,07 !!!!!!
África do Sul - Diesel 0,66 EUR SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Suazilândia - Super 0,10 ! Euros!!!!! SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Síria - Diesel 0,10 Euros!!!!!
Trinidad - Super 0,33 EUR SERÁ QUE ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Tailândia - Super 0,65 EUR
Tunísia - Diesel0,49 EUR

EUA - Diesel 0,61 Euros

Canada-Diesel 1.00 Euros

Canada-Gasolina 1.05 Euros
Venezuela - Diesel 0,07 Euros!!!!!
Emiratos Árabes Unidos - Diesel 0,18 Euros
Vietname - Diesel 0,55 EUR
Ucrânia - Diesel 0,51 EUR

 

Portugal - Diesel € 1,405!!!!!

 

por João Severino às 10:35
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 31 de Agosto de 2011

em rodaPAU (10)

 

> Escritórios da BP em Moscovo alvo de buscas.

 

 

por João Severino às 17:48
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 29 de Agosto de 2011

!!! atenção automobilistas !!!

 

 

 

VOCÊ ESTÁ A SER ROUBADO QUANDO PEDE PARA QUE LHE METAM GASOLINA NO CARRO

 

 

 

 

EXCLUSIVO

 

Já vale tudo em algumas estações de serviço. Quando você pára o seu carro numa bomba de gasolina, fica sentado ao volante, entrega as chaves ao empregado da gasolineira e aguarda para efectuar o pagamento correspondente aos litros de combustível que mandou introduzir no depósito OPS!!! já foi roubado. Como? Simples. Em várias estações de serviço pelo país, os empregados não são sérios, muitos deles estrangeiros, porque não introduzem no depósito do carro os litros de gasolina que você pediu.

 

ATENÇÃO AOS AUTOMOBILISTAS DA REGIÃO DE SINTRA

 

 Foto desfocada propositadamente para que não se veja a cara do atendedor malcriado

 

 

Caso concreto: Em Colares existe uma estação de serviço da BP, mesmo em frente ao posto da GNR, onde várias pessoas já foram enganadas, constatando depois de deixarem o local que o ponteiro indicador no tabliê do carro não mexeu, sinal de que não foi introduzido o combustível pretendido. Numa das vezes o cliente que se sentiu roubado apresentou queixa-crime. A juíza perguntou em pleno tribunal ao queixoso se verificou na bomba de gasolina que os litros pretendidos tinham sido introduzidos no depósito do carro. O queixoso respondeu negativamente. A juíza mandou em liberdade o réu. Há dias, no mesmo posto de combustível, uma senhora deu ordem para que lhe metessem combustível no valor de 20 euros. Pagou e andou. Passados três quilómetros ao olhar para o tabliê verificou que o ponteiro indicador da gasolina não subiu nem 1 milímetro. Voltou à estação de serviço. Queixou-se do sucedido e o indivíduo que está como responsável pela estação de serviço respondeu aos gritos, malcriada e arrogantemente. A senhora disse que ia queixar-se à GNR. O indivíduo voltou a manifestar-se malcriadamente e a afirmar que "não tenho medo nenhum da GNR, pode ir fazer queixa!". A senhora deslocou-se ao posto da Guarda onde foi atendida muito eficiente e cordialmente. Mais tarde, um residente de Colares elucidou a senhora que aquela estação de serviço deve estar protegida por forças ocultas e que o homem faz o que quer baseado no tal despacho da juíza.

Por outro lado, os moradores e as associações de defesa do ambiente já protestaram contra a existência da estação de serviço instalada mesmo contígua às águas da ribeira de Colares. Afinal, que força oculta é que protege o proprietário (ausente de Portugal de forma pouco clara) para que a bomba de gasolina se mantenha naquele local a poluir o rio? Será que o eficiente presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, não tem conhecimento de um desmando tão escandaloso?

 

por João Severino às 09:57
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 15 de Agosto de 2011

o preço dos combustíveis é um roubo

 

MOVIMENTO DE JUSTIÇA NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS (MJPC)

 

 

Em face do elevado e explorador preço dos combustíveis, os quais têm de sofrer uma redução substancial, um grupo de leitores do PAU PARA TODA A OBRA está empenhado em promover uma acção global em que todo o País venha a paralisar todos os veículos motorizados durante 5 minutos. Para o efeito, está organizado o Movimento de Justiça nos Preços dos Combustíveis (MJPC) que irá envidar todos os esforços junto de diversas associações para que a promoção do protesto seja uma realidade.


O MJPC irá equacionar a melhor data para propor ao País no sentido de todos os veículos a circular nas estradas de Portugal suspendam o seu movimento durante 5 minutos na hora e dia a anunciar.


O MJPC apela a todos os blogues e a todos os leitores que se encontrem nas redes sociais que iniciem já acções de promoção desta ideia relativa ao protesto contra o vergonhoso preço actual dos combustíveis.

 

Todos os leitores que estiverem interessados em dar o seu contributo para esta proposta podem fazê-lo para o número de telefone: 927 241 819

 

 

por João Severino às 19:57
link do post | comentar | favorito
| partilhar

combustíveis: a miséria dos três cêntimos

 

> O Movimento de Justiça nos Preço dos Combustíveis (MJPC) já assusta e produz efeitos. Insuficientes, naturalmente. As petrolíferas já se assustaram com o possível resultado que a acção em marcha promovida pelo MJPC possa ter e anunciaram uma baixa nos preços de combustíveis de um ridículo atroz, de 3 ou 4 cêntimos. A paragem de todos os veículos motorizados durante 5 minutos tem de ser uma jornada de protesto exemplar no sentido de obrigar a baixar o preço dos combustíveis de uma forma justa. No mínimo, um abaixamento de 50 cêntimos. O MJPC está em marcha.

 

MOVIMENTO DE JUSTIÇA NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS (MJPC)

 

 

Em face do elevado e explorador preço dos combustíveis, os quais têm de sofrer uma redução substancial, um grupo de leitores do PAU PARA TODA A OBRA está empenhado em promover uma acção global em que todo o País venha a paralisar todos os veículos motorizados durante 5 minutos. Para o efeito, está organizado o Movimento de Justiça nos Preços dos Combustíveis (MJPC) que irá envidar todos os esforços junto de diversas associações para que a promoção do protesto seja uma realidade.


O MJPC irá equacionar a melhor data para propor ao País no sentido de todos os veículos a circular nas estradas de Portugal suspendam o seu movimento durante 5 minutos na hora e dia a anunciar.


O MJPC apela a todos os blogues e a todos os leitores que se encontrem nas redes sociais que iniciem já acções de promoção desta ideia relativa ao protesto contra o vergonhoso preço actual dos combustíveis.

 

Todos os leitores que estiverem interessados em dar o seu contributo para esta proposta podem fazê-lo para o número de telefone: 927 241 819

 

 

 

por João Severino às 10:53
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Domingo, 14 de Agosto de 2011

vamos protestar contra o preço dos combustíveis

 

MOVIMENTO DE JUSTIÇA NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS (MJPC)

 

 

Em face do elevado e explorador preço dos combustíveis, os quais têm de sofrer uma redução substancial, um grupo de leitores do PAU PARA TODA A OBRA está empenhado em promover uma acção global em que todo o País venha a paralisar todos os veículos motorizados durante 5 minutos. Para o efeito, está organizado o Movimento de Justiça nos Preços dos Combustíveis (MJPC) que irá envidar todos os esforços junto de diversas associações para que a promoção do protesto seja uma realidade.


O MJPC irá equacionar a melhor data para propor ao País no sentido de todos os veículos a circular nas estradas de Portugal suspendam o seu movimento durante 5 minutos na hora e dia a anunciar.


O MJPC apela a todos os blogues e a todos os leitores que se encontrem nas redes sociais que iniciem já acções de promoção desta ideia relativa ao protesto contra o vergonhoso preço actual dos combustíveis.

 

Todos os leitores que estiverem interessados em dar o seu contributo para esta proposta podem fazê-lo para o número de telefone: 927 241 819

 

 

 

por João Severino às 17:18
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sábado, 13 de Agosto de 2011

vamos protestar contra o preço dos combustíveis

 

MOVIMENTO DE JUSTIÇA NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS (MJPC)

 

 

Em face do elevado e explorador preço dos combustíveis, os quais têm de sofrer uma redução substancial, um grupo de leitores do PAU PARA TODA A OBRA está empenhado em promover uma acção global em que todo o País venha a paralisar todos os veículos motorizados durante 5 minutos. Para o efeito, está organizado o Movimento de Justiça nos Preços dos Combustíveis (MJPC) que irá envidar todos os esforços junto de diversas associações para que a promoção do protesto seja uma realidade.


O MJPC irá equacionar a melhor data para propor ao País no sentido de todos os veículos a circular nas estradas de Portugal suspendam o seu movimento durante 5 minutos na hora e dia a anunciar.


O MJPC apela a todos os blogues e a todos os leitores que se encontrem nas redes sociais que iniciem já acções de promoção desta ideia relativa ao protesto contra o vergonhoso preço actual dos combustíveis.

 

Todos os leitores que estiverem interessados em dar o seu contributo para esta proposta podem fazê-lo para o número de telefone: 927 241 819

 

 

 

por João Severino às 11:02
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 12 de Agosto de 2011

desafio (64)

 

 

 

 

 

Jorge Cabral*

 

 

COMBATA o roubo das petrolíferas!!!

 


Já por diversas vezes abordámos este tema, mas infelizmente ele persiste em ser actual.

Também já concluímos que não é com “governantes” criminosos (Sócrates) e assustadoramente medíocres (Cavaco) que podemos estar tranquilos quanto à defesa dos nossos interesses mais elementares e legítimos.

(Se aqui não digo nada relativamente ao actual governo e seus elementos é simplesmente porque ainda não disponho de elementos consistentes para o fazer – todavia, desejo e espero que pelo menos sejam honestos, preocupados, sensatos e sensíveis aos verdadeiros problemas da sociedade, do país e saibam dar o seu humilde contributo para a resolução dos da Europa).

 

Todos sabemos já que pagamos os combustíveis ao preço que as petrolíferas bem organizadas sob a forma escancarada de associação de malfeitores bem entendem. Também sabemos que Portugal é um país desconhecido por mais de metade da população mundial e não nos assiste qualquer medo de podermos vir a governar o mundo. Mas podemos dar sinais que outros, numa escala mais significativa possam repetir, com reflexos bem mais importantes.

 

Precisamos de fazer alguma coisa, já que mais não seja para nos afirmarmos como seres que não abdicam de exigir o respeito e a manutenção da sua dignidade mínima, pois que, fazendo de nós “gato sapato” como até agora, tais cartéis têm agido, estamos reduzidos a meros escravos da ganância e da desfaçatez de tais crápulas sem limites.

 

O crude está abaixo dos 100 dólares, o euro continua forte relativamente ao dólar e os combustíveis permanecem a níveis insultuosamente altos, configurando uma roubalheira sem escrúpulos. Em Portugal, após uma redução enorme do valor do crude, vêm os representantes da matilha, avisar que talvez para a semana  possa haver uma redução de 2 cêntimos por litro. Alguém ainda tem dúvidas quanto à gentalha com quem estamos a relacionar-nos? Se têm, é melhor enfiarem-se de vez num qualquer convento…

Penso que é tempo de agir sem demora e sem tibieza, deitando mão dos poderosos instrumentos que hoje estão ao dispor da sociedade para fazer valer a sua civilidade.

 

Pela minha parte, pertenço a uma geração que não percebe praticamente nada das “redes sociais” mas sei que por aí proliferam autênticos génios na matéria. Será que tenho a sorte de ser lido por alguém que conheça algum deles que esteja disponível para colaborar num projecto de sensibilização global através de tais meios? Se sim, por favor encaminhem-no para o nosso blogger a fim de podermos encetar este trabalho em concreto.

Em termos muito gerais, e falando só da primeira acção, a tónica residirá em dar um sinal concreto e muito sério a estes cavalheiros de que finalmente a sociedade organizou-se para se defender das investidas e roubos que até agora têm pepretrado incolumamente. Do bom nível de sensibilização global, resultará o grau de adesão que tivermos, pelo que o especialista na ferramenta a utilizar é fundamental nesta fase.

 

O primeiro objectivo da nossa tarefa não prejudicará ninguém mas constituirá um exemplo para as sociedades de países mais poderosos e tenho a certeza que porá em sentido os nossos carrascos. Consiste simplesment em parar a circulação no país durante 5 minutos, isso mesmo, só 5 minutos da vida de cada um. Quer estejam num semáforo (não arranquem), na auto-estrada (encostem), numa estrada nacional (saiam de eventual sítio não recomendável para parar e parem). Seja onde for parem. O efeito será pela primeira vez assustador para os tais cavalheiros a quem queremos dar um sinal de que afinal não deixaremos que nos façam tudo quanto inventarem, sem nada fazermos. Faremos e de vez. Eles estão a pedi-las e muitos de nós ainda preservam coluna vertebral.

 

Com a loucura informativa com que os nossos media hoje se caracterizam, também não tenho dúvidas que a acção terá efeitos noutros países e talvez possamos inverter esta exploração criminosa de que estamos a ser vítimas. A economia não está como está por acção de extraterrestres – são estes cafagestes uns dos mais responsáveis pelo seu sufoco.

Fico à espera de voluntários. A tarefa urge.

 

*Colaborador residente

 

 

 

MOVIMENTO DE JUSTIÇA NOS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS (MJPC)

 

 

Em face da proposta apresentada por Jorge Cabral no sentido de que o preço dos combustíveis tem de sofrer uma redução substancial e de que todo o País deve tomar uma posição conjunta, um grupo de leitores do PAU PARA TODA A OBRA está empenhado em promover a proposta adiantada por Jorge Cabral.

O MJPC vai equacionar a melhor data para propor ao País no sentido de todos os veículos a circular nas estradas de Portugal pararem o seu movimento durante 5 minutos na hora e dia a anunciar.

O MJPC apela a todos os blogues e a todos os leitores que se encontrem nas redes sociais que iniciem já acções de promoção desta ideia relativa ao protesto contra o vergonhoso preço actual dos combustíveis.

Todos os leitores que estiverem interessados em dar o seu contributo para esta proposta podem fazê-lo para o número de telefone: 927 241 819

 


por João Severino às 09:45
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 11 de Agosto de 2011

explosão

 

> - É pá, houve uma grande explosão na refinaria da Galp, em Leça da Palmeira!

 

- Ó pá, isso deve ter sido um protesto contra o preço dos combustíveis...

 

© jes

por João Severino às 09:01
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sábado, 30 de Julho de 2011

se baixasse o preço não fechava nenhuma

 

 

> Galp encerrou 17 'bombas' este ano.

 

 

por João Severino às 15:39
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 18 de Julho de 2011

o roubo continua

 

> Por culpa de todos nós. Bastava que os consumidores decidissem não comprar gasolina durante uma semana numa das marcas de combustível mais mediáticas, para que nunca mais colocassem o preço acima do que é justo. Neste momento, o preço justo seria 97 cêntimos por cada litro de gasolina 95. Preços dos combustíveis voltaram hoje a subir.

 

por João Severino às 14:52
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 23 de Maio de 2011

inglês

 

> - É pá, o preço da gasolina vai baixar!

 

- Para o inglês!

 

- Qual inglês, pá?

 

- Vai baixar um cêntimo para inglês ver...

 

© jes

 


por João Severino às 19:39
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 14 de Março de 2011

uma ideia do pptao está em marcha

 

 

> Aqui no blogue falámos que a redução do preço dos combustíveis só iria ávante se a nível nacional houvesse um boicote à compra de uma marca de combustível. Recebi há momentos um e-mail no sentido de que os portugueses estão a organizar uma paralisação de compra de combustível nos postos da GALP em todo o país, para o próximo dia 18, sexta-feira. Em frente! Mas atenção: Se o boicote não tiver, no mínimo, a duração de uma semana, não terá efeito nenhum.

 

por João Severino às 00:10
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar
Terça-feira, 8 de Março de 2011

o roubo continua

 

 

> Já é um escândalo vergonhoso. O custo dos combustíveis é um roubo consentido, descarado, organizado e mafioso. A partir da cartelização dos preços nas refinarias decorre uma panóplia de acordos conluiados, incluindo com o Governo, que termina nas estações de serviço a um custo insuportável. E ainda por cima são estúpidos. Já por diversas vezes, o nosso colaborador Jorge Cabral explicou a situação e as soluções que existiriam para o problema.

Há que ficar ciente de duas coisas: uma corresponde à estupidez do roubo, porque quanto mais caro for o preço dos combustíveis menos se consome. Assim que colocassem o preço devido e sério (gasolina 95 a 90 cêntimos/litro, por exemplo) rapidamente aumentava o consumo, e a outra, tem a ver com a atitude dos portugueses. No dia em que escolherem uma marca de combustível (Galp, BP ou Repsol) decidindo que ninguém compra dessa marca durante uma semana, esta bagunça dos preços inflacionados terminará imediatamente. Pensem nisso.

 

por João Severino às 11:08
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011

amanhã aumenta o roubo

 

> As gasolineiras vão aumentar amanhã o preço de venda ao público dos combustíveis. É o roubo a aumentar desde a fonte, ou seja, desde a cartelização que existe ao nível das refinarias, e com o Governo a esfregar as mãos de contentamento porque o grande bolo do custo está no imposto inerente ao preço dos combustíveis. Talvez os camionistas lhes tratem da saúde...

 

O preço sério da gasolina 95 deveria ser de 95 cêntimos/litro e do gasóleo 85 cêntimos/litro.

por João Severino às 10:35
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sábado, 5 de Fevereiro de 2011

a estupidez de um governo

 

 

> Confesso que não sei quem seja inteligente no governo de José Sócrates. Não estou a dizer que os ministros são estúpidos, mas ao anunciarem que querem o melhor para o seu país e para o seu povo como é possível que ninguém apresente em Conselho de Ministros uma proposta no sentido de obrigar a reduzir o preço dos combustíveis para um nível idêntico ao de Espanha. Será que nenhum membro do governo ainda não fez contas de quantos milhões de euros Portugal está a perder pelo facto de todos os camiões das empresas portuguesas que realizam viagens para a Europa e todos os carros cujos proprietários residem perto da fronteira encherem constantemente os depósitos em Espanha? Cada vez mais assistimos a portugueses que optam por ir às compras em Espanha.

 

por João Severino às 10:38
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011

cabecinhas pensadoras

 

 

AVANCEMOS PARA UM MOVIMENTO DE UMA SEMANA

SEM COMPRAR COMBUSTÍVEL NUMA GASOLINEIRA

 

> As "cabecinhas pensadoras" que regem a venda dos combustíveis devem um bocado à inteligência ou, então, estão plenamente conscientes do roubo que têm levado a efeito nos bolsos dos consumidores. Facto concreto: o preço dos combustíveis está inflacionado e convém ao Governo, devido aos milhões de euros que recebe dos impostos incluídos no preço de venda. Facto concreto: existe cartelização desde o preço nas refinarias. Facto concreto: o povo está a ter dificuldades acrescidas para comprar combustível. Facto concreto: o consumo de combustível decresceu no último trimestre.

Ora bem, se o consumo baixou é porque o dinheiro das pessoas não chega para um preço de venda cada vez maior. As gasolineiras não têm "inteligência" para ver que se baixassem os preços o consumo aumentava. Em face deste panorama, o que propomos? Que se inicie em todo o país um movimento no sentido dos condutores não comprarem gasóleo ou gasolina durante uma semana numa determinada marca que se escolheria. Veríamos todos imediatamente como o preço dos combustíveis baixava e como se instalava o caos no armazenamento, transporte e fornecimento dos combustíveis. Passem esta mensagem a todos os amigos.

 

AVANCEMOS PARA UM MOVIMENTO DE UMA SEMANA

SEM COMPRAR COMBUSTÍVEL NUMA GASOLINEIRA

por João Severino às 15:24
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

gasolina mais barata

 

 

> Se passar pelas Caldas da Rainha aproveite e vá encher o depósito do seu carro no Pingo Doce. Alexandre Soares dos Santos, líder do grupo Jerónimo Martins, está a exemplificar como NÃO se rouba o povo. Ainda esta manhã tinha a gasolina a 1.30 euros.

 

por João Severino às 15:01
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

o roubo continua

 

> Combustíveis voltam a subir e preço da gasolina bate novo máximo histórico.

 

por João Severino às 15:42
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

o roubo continua

 

> Gasolina podia ser mais barata em Portugal do que em Espanha.

 

por João Severino às 22:48
link do post | comentar | favorito
| partilhar

o roubo continua

 

> Atestar em Espanha custa menos €13,44.

 

Portugal tem terceiro gasóleo mais caro da Europa.

 

 

por João Severino às 16:35
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

o roubo continua

 

> Combustíveis: Preços em Portugal não acompanham descidas nos mercados internacionais.

 

por João Severino às 16:08
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

o roubo continua

 

> Gasolina já passa 1,50 euros em Portugal.

 

O preço justo deveria ser 90 cêntimos/litro.

 

por João Severino às 18:47
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar
Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

o roubo continua

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boas festas

 

 

> Gasóleo vai subir quatro cêntimos no início de Janeiro.

por João Severino às 11:36
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010

preparem-se para o super roubo

 

> Petróleo prepara-se para voltar aos 100 dólares o barril.

por João Severino às 09:41
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Segunda-feira, 11 de Outubro de 2010

PELA CALADA DA NOITE





> Quando o roubo deveria acabar, quando o preço dos combustíveis deveria baixar, quando o preço dos combustíveis deveriam situar-se ao mesmo preço que em Espanha, pela calada da noite, as gasolineiras a operar em Portugal aumentaram os preços.
Para quando é que todos nós suspendemos por uma semana, apenas uma semana, a compra de combustível? Garanto-vos que baixariam de imediato o preço de venda ao público.
Exige-se o fim do roubo no preço dos combustíveis. 
por João Severino às 22:28
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 7 de Setembro de 2010

A GALP NÃO SABE MENTIR


> O que se passa com os combustíveis é escandaloso. Mas é escandaloso há anos. O nosso colaborador Jorge Cabral já por diversas vezes desmistificou a fraude e o roubo que vem acontecendo em Portugal sobre a cartelização comandada pela Galp-Governo (Autoridade da Concorrência). Os preços dos combustíveis, com a carga de impostos violentíssima, estão inflacionados há vários anos. O preço do crude baixou e o preço dos combustíveis ao consumidor ficou na mesma.
Em face do abaixamento do preço do crude, os hipermercados viram uma janela de oportunidade para venderem combustível a um preço mais barato. De imediato saltou a Galp a terreiro acusando essas gasolineiras de estarem a vender um produto sem qualidade e que prejudicava o bom funcionamento dos veículos. Ops! Ora aí está agora a Galp a fazer precisamente a mesma coisa. A vender o mesmo tipo de combustível, porque a concorrência começava a apertar. A mentira sempre teve o nariz muito comprido...
Por outro lado, a Galp tem muita sorte porque se o Zé Povinho soubesse da missa a metade bastava que todos os portugueses não comprassem combustível durante uma semana para que o preço de venda ao público baixasse imediatamente para o justo de 85 cêntimos/litro.
por João Severino às 11:00
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

ACP TAMBÉM JÁ FALA DO ROUBO


> O PPTAO através do nosso colaborador Jorge Cabral manifestou por diversas vezes a dimensão do roubo aos consumidores referente ao preço cartelizado e praticado na venda de combustível. Agora, o Automóvel Clube de Portugal manifestou o seu protesto (até que enfim) contra os preços praticados, alertando que o preço do petróleo em Maio passado baixou 17% e que o da gasolina ao consumidor só desceu 2%.
O ACP, em face da vergonhosa situação no exagerado preço de venda dos combustíveis, exige uma investigação por parte de uma entidade externa e salienta que a "situação é inaceitável".

Pois é... mas quantos consumidores é que já se mobilizaram para um protesto nacional em que se disponibilizassem a não comprar combustível APENAS uma semana? Veriam como eles mudavam de "paradigma" num ápice...
por João Severino às 09:17
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

O ANEDÓTICO DO ANO

> Vieira da Silva era ministro do primeiro governo de Sócrates. Vieira da Silva voltou a ser ministro e da pasta de Economia, que tem tudo a ver com os preços dos combustíveis. Vieira da Silva ou nunca participou em qualquer sessão de Conselho de Ministros ou não percebe nada de Economia. Vieira da Silva disse que não compreende a razão de os preços dos combustíveis ser tão elevado.
Ops!!!
Então, um ministro da Economia não sabe que o preço dos combustíveis é caro porque o Governo a que pertence mantém uma enorme carga fiscal nesses mesmos preços... está é de estalo.
Se o Governo decidir não "mamar" tantos milhões de euros como o faz através dos impostos que carrega no preço dos combustíveis, então, teremos a gasolina mais barata e consequentemente um aumento no consumo, e, obviamente, uma elementar comparticipação para uma retoma na economia... simples, né, senhor ministro(?) ?...

PAU COMMENTS

Jorge Cabral disse...

Caros Amigos,
Lamento discordar liminarmente.
É claro que o efeito dos impostos sobre o preço final é tremendo, mas também o era ontem, o mês passado, no ano passado, e desde sempre. O peso dos impostos no preço final é percentualmente igual ao que se reflectia no tempo em que o crude estava a 149 dólares, sendo nessa altura o preço dos combustíveis grosso modo o de hoje.
Então porque é que, estando hoje o crude a 80 dólares temos os preços dos combustíveis aos preços de então?
Por diversas razões, das quais a principal reside no facto das petrolíferas, enquanto cartel, para não dizer mesmo MAFIA, determinarem os preços dos refinados em conluio através da máscara do índice de Platts que ardilosamente instalaram no mercado para seu belo deleite e desbunda.
Esta é a razão principal e com origem "global". Mas há outras, desde logo a nível local, a ganância das empresas que tomaram o freio nos dentes e não há quem lhes imponha boas práticas. Para serem bem vistos pelos accionistas, arranham tudo e todos praticando os mais elevados preços que a sociedade lhes permitir. E digo bem! a Sociedade!!! porque só esta é que poderá impor-se a este regabofe sem limites. Só com uma organização séria por parte dos consumidores é que esta canalha entra nos eixos. Já ninguém tem vergonha e um dos reflexos disso são também os preços dos combustíveis. Assim como os preços da energia eléctrica, os preços das taxas de serviço dos Bancos, etc., etc..

por João Severino às 08:18
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

PROPAGANDA MENTIROSA

> As gasolineiras continuam a aldrabar o pagode com o preço dos combustíveis e, infelizmente, a imprensa dá-lhes cobertura. Li esta manhã no 'Diário Económico' esta notícia:

"Galp, Cepsa, BP e Repsol voltaram a reduzir os preços dos combustíveis esta semana, apurou o Económico.

A Galp desceu o preço do litro do gasóleo em 0,5 cêntimos, enquanto o litro da gasolina ficou mais barato em 1,5 cêntimos, avançou ao Económico fonte da empresa. Nos postos da petrolífera nacional, o 'diesel' passou assim a custar 1,024 euros e a gasolina passou a valer 1,274 euros por litro.
No mesmo sentido, a Cepsa reduziu o preço do litro do gasóleo em 0,5 cêntimos para 1,029 euros, enquanto a gasolina ficou mais barata em 1,1 cêntimos, valendo agora 1,278 euros o litro, segundo um comunicado da empresa.
Esta madrugada, também a BP fez alterações nos preços da gasolina. Fonte da petrolífera britânica disse ao Económico que a empresa desceu a gasolina em 0,4 cêntimos o litro para 1,284 euros. O gasóleo ficou no entanto inalterado nos 1,028 euros.
Já na Repsol, o preço do litro da gasolina desceu em 1,4 cêntimos para 1,284 euros, ao passo que o gasóleo ficou mais barato em 1,1 cêntimos e vale agora 1,028 euros por litro, segundo dados do site da DGGE referentes aos preços praticados na zona de Lisboa.
Trata-se da quinta semana consecutiva em que as petrolíferas descem os preços dos combustíveis.
A fixação do preço do combustível é feita com base no valor médio da gasolina e do gasóleo do mercado europeu ao longo da semana anterior. O preço fixado na rede tem em conta o nível de concorrência, da oferta e da procura em cada mercado e do nível de custos fixos de cada posto".

Continua a areia para os olhos. Continua o roubo. Continua a aldrabice. Continua a propaganda enganosa. Continua o saque aos contribuintes. Sabem por quê? Pela simples razão que o preço da gasolina de 95 octanas, por exemplo, deveria estar a €0,85 e o gasóleo a €0,75. Este o preço justo em função dos preços do barril nos mercados internacionais.

por João Severino às 11:10
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

PREÇOS DO CRUDE BAIXARAM

> Os preços do crude desceram mais de 6% desde segunda-feira, devido aos receios de que a retoma da procura seja mais lenta do que o esperado.

Às 7h29, o barril de ‘brent’ (petróleo de referência para as importações portuguesas) para entrega em Outubro subia 0,49 dólares para 68,22 dólares em Londres, enquanto que à mesma hora o contrato de Outubro do West Texas Intermediate (petróleo de referência nos Estados Unidos) avançava 0,55 dólares para 68,60 dólares em Nova Iorque.

Com esta evolução, os preços do petróleo acumulam esta semana uma descida de 6,27% em Londres e 5,69% em Nova Iorque.

Mesmo assim, os consumidores de combustíveis em Portugal não veem baixar um cêntimo sequer no preço de venda ao público. De recordar, que sempre que o preço do crude aumenta as petrolíferas aumentam o preço de venda ao público com a desculpa do respectivo aumento de preço nos mercados internacionais... e o Governo assiste impávido e sereno.

Diariamente, Portugal perde milhões de euros devido aos milhares de portugueses que atestam em Espanha os depósitos dos carros e camiões nos postos das mesmas marcas existentes em Portugal (Galp, BP e Repsol), onde o peço é muito mais reduzido.

por João Severino às 10:50
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 13 de Agosto de 2009

O ROUBO CONTINUA

> Há três semanas que as petrolíferas em cartel aumentam o preço de venda dos combustíveis. Já não há vergonha.
Neste momento o preço de 1 litro de gasolina de 95 octanas deveria estar em €0.79.
por João Severino às 10:06
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 7 de Agosto de 2009

MÁFIA EM ACÇÃO

Combustíveis Mais caros contra toda a lógica

> O roubo organizado vai começar nova investida no aumento dos preços de combustíveis. Quando os preços de venda de combustíveis deveriam baixar e justamente podiam cifrar-se, por exemplo, a gasolina em 80 cêntimos/litro, já temos aí a reorganização dos especuladores para uma nova bolha.
O preço dos combustíveis nos Açores vai subir um cêntimo por litro a partir das 00:00 de sábado, na sequência do aumento do preço do petróleo nos mercados internacionais, anunciou hoje o governo regional. A gasolina Super 95 passa a custar 1,11 euros por litro, enquanto a Super 98 sobe para 1,17 euros.
O gasóleo rodoviário sobe para 92 cêntimos, o gasóleo agrícola aumenta para 52 cêntimos e o gasóleo para as pescas passa a custar 40 cêntimos por litro.
por João Severino às 11:42
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009

PARABÉNS JORGE CABRAL

Combustíveis Cartelização

> Esta noite na SIC Notícias os portugueses viram bem onde está a verdade sobre o preço de venda dos combustíveis em Portugal. Os especialistas e o presidente do Automóvel Clube de Portugal, Carlos Barbosa, foram unânimes em condenar a Autoridade da Concorrência que nada faz para evitar a cartelização doa preços.
O nosso blogue orgulha-se de desde a primeira hora ter vindo a esclarecer os leitores, através da sábia intervenção do nosso colaborador Jorge Cabral, sobre a grande injustiça e roubo que é apresentado aos consumidores com os preços escandalosamente inflacionados e combinados por parte das petrolíferas.
por João Severino às 22:45
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar
Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

REPSOL, CEPSA E BP MULTADAS... EM ESPANHA

Petrolíferas Multa de 8 milhões por fixação de preços

> Uma notícia que seria surpreendente e lógica se fosse em Portugal. Seria sinal que em Portugal já tínhamos um Governo que não anda ao sabor e a mando das petrolífera. Infelizmente, uma multa avultada de cerca de 8 milhões de euros não se refere à cartelização que é realizada em Portugal pelas diferentes companhias de venda de combustíveis.

A Comissão Nacional de Concorrência espanhola decidiu multar as companhias Repsol, Capsa e a BP em 7,9 milhões de euros por fixação indirecta de preços de venda ao público nas suas estações de serviços, refere o site do jornal "El País"
A nota foi conhecida ontem e a autoridade explicou que a multa será de cinco milhões para a Repsol, de 1,8 milhões de Cepsa e de 1,1 milhões de BP. As três companhias petrolíferas dominam 70 por cento do mercado espanhol.
A acusação é a de que as empresas impõem às gasolineiras independentes, que colocam ao público o combustível a preços mais baixos, um sistema de preços (máximos e recomendados) que, na prática, impedem que haja saldos e baixas de preços.
Esse sistema, como foi referido, dificulta a concorrência entre estações e permite a cada companhia manipular comodamente os preços das próprias redes de gasolineiras.

Em Portugal acontece precisamente a mesma coisa e o Governo vergonhosamente nada faz.
por João Severino às 10:26
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar
Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

COMEÇOU O FINGIMENTO

Combustíveis Cartel baixou preço

> Os patrões da cartelização do preço de venda ao público de combustíveis iniciou mais uma jornada de fingimento. Baixar uns míseros cêntimos para dar o ar que estão a baixar grande coisa. Para que os leitores tenham uma ideia, mais uma vez, do preço justo que se deveria estar a pagar por um litro de gasolina 95 Oct, dizer-vos que devia ser de 78 cêntimos/litro. Agora a gasolina custa 1,30 euros.

A Galp desceu o preço do litro do gasóleo em meio cêntimo, enquanto que a gasolina ficou 1,5 cêntimos mais barata. Nos postos da petrolífera nacional, o 'diesel' passou assim a custar 1,039 euros e a gasolina passou a valer 1,294 euros.
Já a Cepsa diminuiu o preço do litro do gasóleo em 0,4 cêntimos para 1,037 euros. A gasolina, por sua vez, desceu 0,6 cêntimos passando a valer 1,289 euros o litro.
No mesmo sentido, a BP desceu o preço do litro do gasóleo em meio cêntimo e o da gasolina em um cêntimo. Um litro de gasóleo custa agora 1,049 euros nos postos da petrolífera britânica, enquanto que a gasolina vale 1,315 euros.
Nos postos da Repsol, os preços do litro do gasóleo e da gasolina desceram em 0,6 cêntimos e 0,5 cêntimos, respectivamente, passando o gasóleo a custar 1,049 euros e a gasolina a valer 1,308 euros.

Mas atenção, não há cartelização...
por João Severino às 14:29
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
| partilhar

CORRAM MAIS PARA ANGOLA

Galp Em queda

> Os títulos da Galp Energia fecharam hoje em forte queda pela terceira sessão consecutiva e estão agora a negociar nos 9,15 euros. A petrolífera perdeu 700 milhões de euros neste ciclo de descidas.

Em três sessões, os papéis da Galp desvalorizaram 8,48%, tendo hoje encerrado a perder 2,64% para 9,15 euros, o valor mais baixo desde 31 de Março.

Com mais de 7,35 milhões de acções negociadas, a empresa perdeu 700 milhões de euros em valor de mercado esta semana.

Segundo João de Deus, analista da Dif Broker, a possível entrada da Galp num consórcio com a Statoil e a Petrobras para a exploração de petróleo na Venezuela é uma das fontes de pressão no preço das acções da Galp.

"Ao se candidatarem à exploração do petróleo vão estar em causa 10 mil milhões de barris, tendo de pagar de entrada 500 milhões de dólares, sendo este valor 10 vezes superior ao do último concurso, o que coloca pressão sobre o tipo de investimentos efectuados pela Galp", explicou.

"Estando o preço do petróleo a desvalorizar, vai chegar uma altura em que certos investimentos poderão deixar de ser viáveis devido ao preço de exploração ser superior ao da matéria-prima no mercado", acrescentou o mesmo perito.

A descida dos preços do petróleo, o acidente na exploração do campo de Tupi e o comportamento do sector europeu também estão na origem destas quedas, segundo outros analistas contactados pelo Económico.

"A Galp está a acompanhar o movimento do sector [que recuou 4,68% nas últimas três sessões]. A suspensão dos testes no Tupi também acentuou a situação. Este movimento sectorial é fruto das quebras do preço do crude que caiu mais de 10% nos últimos dias. A empresa também subiu muito nos últimos meses e agora está a ajustar de forma mais rápida que o PSI 20", disse João Lampreia, do BIG, ao Económico.

Os preços do petróleo estão em queda há sete sessões consecutivas, algo que já não acontecia desde Setembro do ano passado. Para encontrar um ciclo de descidas tão longo é preciso recuar ao início de Setembro de 2008, quando os preços do crude desceram por dez sessões consecutivas. Esta semana, o preço do ouro-negro já caiu 6,8%.

Para Nuno Serafim, analista da IG Markets, "houve uma valorização excessiva do mercado e é normal que se esteja a corrigir. O preço do petróleo nos últimos 3 a 4 meses subiu muito quando a economia ainda não estava a recuperar, o dólar também esteve fraco, por isso é normal que se assista a uma correcção. A Galp tem o seu negócio baseado na prospecção e está cada vez mais dependente do preço desta matéria-prima".

por João Severino às 11:29
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Terça-feira, 7 de Julho de 2009

HOMENAGEM A JORGE CABRAL

Combustíveis Preços inflacionados e cartelizados

> Este texto publicado hoje pelo 'Jornal de Negócios' constitui para nós uma homenagem ao nosso colaborador engenheiro Jorge Cabral por todos os registos que aqui tem deixado com uma clarividência ímpar acerca da problemática relacionada com os preços dos combustíveis, sempre numa óptica de que o Governo não defende os interesses da população ao permitir a cartelização dos preços nas gasolineiras.

Portugal terminou o primeiro semestre do ano com os preços dos combustíveis mais caros entre os membros da União Europeia. Descontando os impostos, o nosso país é mesmo o que pratica o preço da gasolina mais caro entre os 27 estados-membros. No caso do gasóleo temos o quarto preço mais alto. No último ano, os valores das matérias-primas caíram mais do que os preços praticados nas bombas.
O Negócios analisou a evolução dos preços dos combustíveis desde o início do ano em Portugal e na União Europeia. A conclusão aponta para que os preços tenham subido mais em Portugal, desde o início deste ano, do que na média dos países da UE. Isto no caso dos preços sem impostos. Porque quando analisados os preços com impostos, a evolução é um pouco diferente, de acordo com os dados disponíveis no site da Comissão Europeia. (Jornal de Negócios)
por João Severino às 07:58
link do post | comentar | ver pauladas (4) | favorito
| partilhar
Sábado, 23 de Maio de 2009

Desafio (17)


É só PARALELISMO







Jorge Cabral



Digno de um fantástico artista circense assistimos há algum tempo a um número de contorcionismo da palavra, diga-se, inigualável pelo menos em imaginação e em falta de vergonha.
No comportamento das petrolíferas a dita Autoridade para a Concorrência não conseguiu descortinar qualquer acção concertada entre as principais entre as preponderantes, nada disso! É só “paralelismo”! Que extraordinária coincidência conseguir-se algo geométrica e matematicamente tão difícil, quase impossível, sem haver conluio. Esta gente, “inventa mas nem as cogita”, como diria um saudoso meu amigo e colega de faculdade que há muito não vejo.
Na realidade eu acho que “eles” nem se apercebem das enormidades que proferem. E a piada é que a maioria dos portugueses as engolem! Tudo isto soa a delirante.
Com a ajuda de mais uma inutilidade de um dos mais inúteis ministros do actual Governo, vejam a que ponto chega o dito “PARALELISMO”. Teve o dr.Pinho a luminosa ideia de inventar uns placares que nos informam que não vale a pena alimentarmos qualquer veleidade em contornar o que as petrolíferas nos impõem. Com efeito a nossa liberdade de escolha não existe, porque mais uma vez o “PARALELISMO”, por mera coincidência, definiu preços, pasme-se, iguais. Que raio de “PARALELISMO… parece mesmo “COINCIDENTE”, mas não é, nós é que não conseguimos descortinar a diferença. A culpa foi do analfabetismo do Salazar, somos uns torpes incultos.
O que já não tem piada nenhuma é o facto das INUTILIDADES a que acima me refiro, terem custado umas largas centenas de milhares de euros que teremos que pagar sempre que formos abastecer. Quanto a isto que não haja qualquer dúvida.
Portanto, tudo quanto andámos a dizer até agora, era tudo falso (tal como o “bife” que veio dizer que o que tinha dito na gravação era tudo mentira), também nós, face à prova supra temos que confessar o nosso “lapso”.
E para mostrar com mais verdade o nosso engano temos até outro facto. Nas Caldas da Rainha os combustíveis, também por milagre do tal “PARALELISMO” são os mais baratos do país. E porquê? Por uma simples razão chamada PRIO que é a distribuidora de combustíveis do Grupo Jerónimo Martins. Com efeito, junto ao Feira Nova, naquela cidade há uma bomba que impôs às restantes marcas a necessidade de baixarem os seus preço, as quais, mais uma vez o fizeram em “PARALELISMO”, neste caso, Regional.
Ou seja, neste País, ninguém tem comportamentos que justifiquem ofender as suas “mãezinhas”. Eles não são nada disso! Também é só “PARALELISMO”.
por João Severino às 11:29
link do post | comentar | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Galp com lucros escandalosos

Lucros da Galp podem ser os melhores do sector, anuncia o 'Diário Económico'. Os analistas do UBS estimam que a petrolífera nacional terá registado entre Janeiro e Março um dos melhores resultados entre as empresas europeias do sector.



Pudera! Com os preços dos combustíveis praticados vergonhosamente acima do que deveria ser uma medida justa e séria, qualquer um faria figura de rico.





por João Severino às 11:58
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
| partilhar
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Sem autoridade

A autoridade da concorrência (de propósito com letra minúscula por não merecer qualquer respeito) ao fim de nove meses diz que já pariu o relatório sobre o preço dos combustíveis. Muito grave: diz que não existe cartelização.
Trata-se de uma vergonha revoltante esta posição descabrosa da dita autoridade incompetente. Aqui no PPTAO já provámos por diversas vezes que existe cartelização nos preços e o nosso colaborador Jorge Cabral provou no seu último "Desafio" todo o conluio e injustiça existentes neste sector.
por João Severino às 08:04
link do post | comentar | ver pauladas (4) | favorito
| partilhar
Sábado, 18 de Abril de 2009

Desafio (15)


Os particulares - alvo fácil a abater







Jorge Cabral





muito que temos vindo a desenvolver uma cruzada contra o roubo dos preços dos combustíveis. Continuamos a afirmar que, com o crude entre os 45 e os 50 USD$/barril, a gasolina de 95 octanas nunca deveria exceder os 77 cêntimos do euro por litro. Acontece que está a mais de 1,20 euros, o que nos pode dar bem a ideia da dimensão do roubo que nos é feito pela “associação de malfeitores” que determina este preço, a que o Governo não é alheio.
A palhaçada da dita Autoridade para a Concorrência já nos provou que dali não podemos esperar aquilo que julgávamos constituir as suas mais elementares obrigações – em vez disso, elabora relatórios desactualizadíssimos e o mais tortuosos possível para dar cobertura aos preços e assim estender uma “carpete rubra” para que os ladrões se sintam muito confortáveis a percorrê-la.
A combinação de preços é escandalosa e o roubo é tão nítido que nos atinge a dignidade. Senão vejamos:

1 – Para além de todas as demais formas artificiais que o Governo e gasolineiras, individualmente e em conjunto, estipularam para a definição dos preços há um pormenor que nos mostra a dimensão da mediocridade, dos únicos intentos e da falta de vergonha destes cavalheiros.

2 – Em Julho de 2008 o barril de crude estava a 150 $USD e os preços a público, do gasóleo era 1,352 euros/lt e da gasolina 95 de 1,474 euros/lt.

3 – Agora, o mesmo barril está a 50 $USD e os tais preços são 0,99 eur/lt o gasóleo e 1,22 eur/lt a gasolina.

4 – Como estes aldrabões nos têm impingido que os preços não podem descer mais devido ao índice de Platts, (que afinal não é mais de que uma forma encoberta mas trôpega, das petrolíferas cartelizarem os preços), e como este índice tem sobretudo em vista os custos de refinação, fica por perceber porque é que o gasóleo desceu proporcionalmente muitíssimo mais que a gasolina, sobretudo, quando sabemos que os custos de refinação deste, são mais caros do que os da gasolina. Isto é:

5 – Se a justificação destes preços altos está na refinação dever-se-ia ter verificado exactamente o contrário, ou seja, a gasolina deveria ter descido muito mais do que o gasóleo.

6 – Já que o outro custo que se mantém alto, o transporte na distribuição, é igual para os dois, devendo até, se quisermos ser rigorosos, afectar menos o preço unitário da gasolina em termos percentuais, dado que um mesmo camião-tanque, transporta em cada viagem mais valor em gasolina que em gasóleo, logo, repercute o mesmo custo num valor maior, logo com menores efeitos percentuais por valor.

7 – Ora, o que nós verificamos é exactamente o contrário: a gasolina que em Julho de 2008 era 9% mais cara que o gasóleo é hoje 23% mais cara que o mesmo.
As únicas conclusões que extraimos deste facto só podem residir na manipulação do preço da gasolina. E porquê? Simplesmente porque os consumidores desta são os particulares que não têm formas organizativas que lhes dêem força nem associações que os defendam por meios eficazes.
Os transportadores fizeram o que fizeram e tudo tremeu. Os particulares nada podem fazer, como tal, são roubados e cospem-lhes na cara sem qualquer medo.
Só por este simples efeito, comparativamente com o preço do gasóleo de hoje (também ele já de si manipulado), o preço da gasolina deveria ser inferior a 1,02 euros/litro. Ou seja, só por não termos ninguém que em nosso nome bata o pé com autoridade, levam-nos mais 20 cêntimos/litro com uma desfaçatez insultuosa.
Nunca gostei do Salazar, mas o pobre coitado se fizesse um centésimo do que esta canalhada faz, tinha sido crucificado mesmo depois de morto.
Com isto, e muito mais que dentro de dias vos relatarei, fica demonstrado que os preços que estamos a pagar são preços combinados, pelo que proponho a elaboração de um abaixo-assinado para a destituição dos “senhores” que se apoderaram da “autoridade para a concorrência”, tolhendo-lhe a acção e contrariando escandalosamente os seus desígnios mais elementares.
por João Severino às 18:01
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar
Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Desafio (12)


Porque chamo CORRUPTOS aos Governos?







Jorge Cabral





É simples! Porque se deixam objectivamente comprar pelas petrolíferas e por todo o “poder” que gira em torno do petróleo. Com efeito, quase tudo o que de mal tem acontecido ao Mundo, nos últimos 50 anos, tem origem directa na esfera do vil ouro negro. E isto passa-se com a complacência nuns casos e noutros até com colaboração activa e descarada dos Governos. O “case study Bush” foi disso paradigma escancarado.
Mas detenhamo-nos, sobretudo, no que diz respeito à tormenta em que as nossas vidas se transformaram, por via de tal viciação. É sabido que sobre as nossas cabeças pende o sobe e desce do preço do petróleo, infelizmente nota-se muito mais o sobe do que o desce. Todos sabemos que se o petróleo voltasse a atingir os preços de Julho passado, por força do “freio nos dentes” que as gasolineiras já tomaram, por força do fenómeno descrito no texto do 'Desafio 11', os refinados mais baratos atingiriam agora e facilmente os dois euros.
Mas, a nossa pouca sorte não é tão má. Mas isso só se deve à situação catastrófica em que todos estes criminosos e irresponsáveis colocaram a vida sócio-económica da humanidade. Por força da ausência de soluções de tais incapazes, o mundo tem o futuro pendente.
Neste quadro, os produtores de crude, já apagaram os irritantes sorrisos de orelha a orelha que abundavam nas reuniões da OPEP de Julho passado. Agora, já assumem expressões muito menos insultuosas, muito mais sisudas, em sintonia com as péssimas expectativas que têm. Os resultados das suas últimas reuniões têm sido paradigmáticas do mau ambiente que ali se vive. Combinam reduções que na realidade não cumprem e aquele areópago só não se desagrega, porque na verdade nunca constituiu um grupo coeso, para além da esfera da tentativa mafiosa de controlar os preços.
Querem a todo o custo manter os preços em redor dos 50 dólares, mas a meu ver trata-se de um esforço em vão. Os preços do crude irão descer ao nível dos 30 dólares a curto prazo e com a instabilidade que caracteriza o momento económico, subirão e descerão algumas vezes até aos 40 dólares, mas estou certo, que irão acabar por estabilizar entre os 30 e os 35 dólares o barril.
E isto porquê? Porque o consumo tenderá a crescer muito menos que o esperado, não só por força da situação que se vive e da sua longevidade, mas também porque a viragem na procura de novas fontes de energia jamais será invertida.
Por outro lado, ou seja, do lado da oferta, também não se pode ignorar que existem grandes fornecedores que, ou não pertencem à OPEP ou não estão em condições de acatar o pedido de redução de produção, como são os exemplos da Venezuela, Angola e Irão, países para quem os recursos financeiros resultantes do petróleo, são fundamentais à manutenção da sua estabilidade social.
Isto é, não fora a ganância das gasolineiras e dos Governos corruptos e as nossas vidas poderiam ser bem melhores. Digam pois, meus amigos, o que é que se deve fazer para conseguirmos impor a nossa razão a esta vilanagem?
por João Severino às 22:00
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
| partilhar

pptao

Um blogue onde deixarei simples observações sobre o que vai acontecendo à nossa volta neste mundo global. Também serve de contacto com imensas pessoas que gostaram de mim. O título do blogue? Porque sempre fui "pau para toda a obra". Obrigado por ter vindo. “Morrendo estou na vida, em morte vivo; / vejo sem olhos, e sem língua falo; / e juntamente passo glória e pena.”, Camões

widgets

arte

João Eduardo Severino

Create Your Badge

a frase

"A vida é muito curta para termos inimigos"
Ayrton Senna

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

favoritos

Quatro anos depois

pessoalmente

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

cv

Jornalista com a Carteira Profissional nº 278. Já restam poucos do meu tempo. Como último cargo fui director e proprietário do diário 'Macau Hoje'. Pode ler o meu CV completo na primeira mensagem de Outubro de 2007.

subscrever feeds

visitantes


widgeo.net

tags

todas as tags