Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Uma grande poetisa

Há um poema que tem sido polémico. Diziam que a autora do poema tinha sido Sofia Mello Breyner. Afinal, o poema que é uma maravilha e de um sentimento excelente foi escrito, passados cinco anos de Sofia falecer, pela  Juíza Desembargadora do Tribunal da Relação de Lisboa, Adelina Barradas de Oliveira. Um poema que eu adoro. É sentimental por constituir as vicissitudes referentes às mulheres e uma homenagem singela e profunda simultaneamente às mulheres. Adorava conhecer a Meritíssima Juíza Adelina Barradas de Oliveira para lhe poder transmitir algo mais sobre as mulheres.

O poema:

"Há mulheres que trazem mar nos olhos

Não pela cor

Mas pela vastidão da alma

E trazem a poesia nos dedos e nos sorrisos

Ficam para além do tempo

Como se a maré nunca as levasse

Da praia onde foram felizes

 

Há mulheres que trazem o mar nos olhos

Pela grandeza da imensidão da alma

Pelo infinito modo como abarcam as coisas e os Homens...

Há mulheres que são maré em noites de tardes...

e calma"

É por estas palavras poéticas que eu adorava conhecer a Meritíssima Juíza, talvez, para lhe poder dizer que

Há mulheres que trazem o mar nos olhos, não pela cor, mas pela vastidão da alma de trazerem ao peito um bebé que foi adoptado devido à sua infertilidade, mas que o ama tanto que o apertam como as pedras da calçada.

Há mulheres que trazem o mar nos olhos, não pela cor, mas pela vastidão da alma porque têm dores horríveis no útero porque a família do marido as obrigaram a abortar.

Há mulheres que trazem o mar nos olhos, não pela cor, mas pela vastidão da alma que suporta ter sido linda, culta, inteligente, boa conversadora, admirada, sensual e que ao olharem para o espelho nem se conhecem, não se lembram de ninguém e nem sabem percorrer as ruas sozinhas.

Há mulheres que trazem o mar nos olhos, não pela cor, mas pela vastidão da alma que suporta a exigência de um ou de uma companheira (chulos) que as obrigam pela sua beleza a praticar a prostituição e a terem que exercer sexo com mais de quinze homens ou mulheres em cada dia.

Meritíssima Juíza, que escreve textos maravilhosos no blogue Cleopatra Moon, agradeço-lhe imenso o seu talento, a sua exteriorização do que lhe vai no sentimento, e essencialmente, a homenagem que faz às mulheres. Adoro as mulheres que são iguais ou parecidas consigo. Receba um beijo de fraterna amizade.

 

Foto: Juíza Desembargadora Adelina Barradas de Oliveira

 

adelina.jpg

 

 

ADSE é dos beneficiários

Nos últimos dias muito se tem falado da ADSE e dos hospitais comerciais que querem terminar os acordos que têm com a instituição. A ADSE tem salvo muitas vidas porque a título de exemplo existem muitos aposentados da Função Pública que vivem quase ao nível da pobreza e só a ADSE os tem salvo da morte. Uma amiga minha, Helena Rodrigues, escreveu no facebook um comentário que toda a gente devia ler , por isso, o vou transcrever aqui, para que não hajam dúvidas.

 

"Helena Rodrigues Uma pequena nota, João Severino, para esclarecer quem paga o quê: a ADSE é exclusivamente sustentada com os descontos de 3,5% dos vencimentos e reformas (incluindo dos subsídios de férias e Natal) dos funcionários públicos no activo ou aposentados. A ADSE não recebe um cêntimo do Estado. Até os funcionários públicos que trabalham nos serviços da ADSE são pagos pelos beneficiários e não pelo Orçamento do Estado. A ingerência dos governos na gestão da ADSE é abusiva e inadmissível num Estado que se diz de direito. O uso e abuso das verbas da ADSE para mascarar défices e outros que tais é mais uma das muitas trafulhices a que vimos tristemente assistindo, enquanto se vai fomentando a inveja de gente mal informada. Dividir para reinar, colocar uns contra os outros, estimular as posições de claques.....uma vergonha!"
 

adse_4d2a7.jpg

 

Racismo

Não sei definir racismo. A discriminação sei o que é. Racismo existe no negro, no amarelo, no branco. No russo, no dinamarquês, no angolano, no timorense, no português e em qualquer povo existe o que chamam de racismo. Não aceitar aquele que é diferente de nós. Isso, existe em todo o mundo. Em Portugal, se não houvesse racismo, não existiam bairros sociais onde nem se pode entrar devido à sua perigosidade e criminalidade. Obviamente, se são para lá desterrados os negros é óbvio que constituem a sua comunidade, as suas mafias e o seu poder. Muito se tem falado em racismo nos últimos tempos porque uns agentes da PSP bateram violentamente em negros. Já vi baterem em brancos. O cumprimento da segurança por vezes tem destas coisas, um polícia leva com uma pedrada, fica quase cego, e os colegas respondem a tiro. Também sabemos que na PSP existem muitos adeptos da extrema-direita. Será que esses polícias sabem o que foi o fascismo? Será que esses polícias têm irmãos a estudar e que de repente aparecia-lhes a polícia de choque e levavam os estudantes todos para a prisão e eram torturados? Gostavam que os seus irmãos fossem apanhados na leva? Aos polícias só lhes dão lavagem de cérebro para bater. Bater sempre que haja o mínimo desacato. Bater em negro ou branco, o que interessa é bater. E se os abordados tiverem cabelo comprido às tranças, bater muito mais e algemar logo. Deixem essa história do racismo para o lado porque é causa que nunca irá acabar e ensinem os polícias a ser mais dignos, mais decentes, mais compreensivos e mais educados, do tipo polícia britânica e olhem que essa não brinca, quando tem que ser não perdoa a sua bastonada, mas são pessoas com quem se pode conversar.

As prisões

As prisões em Portugal demonstram bem como em Portugal somos todos desiguais. Portugueses de primeira, de segunda e de terceira. A que propósito Armando Vara foi preso na cadeia de Évora e o vereador (ex-servidor do Estado)  Manuel Guionar foi recambiado de Évora para uma prisão qualquer muito mais rudimentar. A que propósito, uns felizardos vão para a Carregueira e o resto do povinho recluso terão que aguentar com Custóias, Coimbra, Castelo Branco, Alcoentre, Tires, Vale de Judeus, Pinheiro da Cruz, Covilhã, Vila Real, Monsanto, Lisboa e outros presídios onde as condições são abaixo de cão. Há discriminação e não devia existir. Tomam-se por senhores doutores aqueles que foram tanto ou mais criminosos que os que cumprem um, dois, cinco ou 10 anos de prisão pelos mais diversos crimes. Um caso paradigmático foi o de Isaltino Morais que esteve bem instalado numa cela com os objectos que desejou e quando saíu antes do tempo sentenciado voltou a ser presidente de Câmara e nunca foi alvo de abusos sexuais ou de pancadaria de outros reclusos. E por que razão, os prisioneiros que nasceram com o cu virado para a Lua têm direito a televisor na cela? E os outros presidiários têm direito a quê? A uma bosta de vida...

Prisão.jpg

 

Apaixonado

Marcelo Rebelo de Sousa só pode estar apaixonado por aquela saloia da Malveira que traíu o Mamuel Goucha que tudo lhe ensinou em televisão. Um Presidente da República não pode ultrapassar o ridículo e o vergonhoso ao telefonar para a dita cuja que só sabe gritar e rir às gargalhadas. Telefonou para o programa que a saloia iniciava na SIC para onde se transferiu como ambiciosa pelo dinheiro como o macaco por banana. Um Presidente da República não pode cooperar na "guerra" de audiências que se verifica agora entre duas estações de televisão privadas, especialmente de manã, onde são transmitidos o programa do Goucha na TVI e o da saloia na SIC. Marcelo Rebelo de Sousa desiludiu-me em absoluto e nunca mais contará com o meu voto. O que ele fez foi muito feio e discriminatório para com os outros profissionais de televisão que também apresentam programas. Para mim foi a página mais negra nas atitudes de um Chefe de Estado. Ainda há pessoas que não acreditam que o Presidente telefonou para a saloia. O que faz a paixão por uma mulher ridícula, quando se tem uma namorada decente, simples e uma senhora.

Cristina.jpg

 

2019

Os meus leitores que me desculpem mas só agora dei por isso, que já estávamos em 2019 e que era preciso desejar-vos um Ano Novo cheio de prosperidades. O tempo da vida é sempre igual e os sentimentos não podem ser acarinhados apenas em certas alturas do ano como no Natal e Novo Ano. Há pessoas que só pensam nisso e então, é o vestido novo, o casaco de peles, o cabeleireiro, a manicura, a massagem, o carro novo, a viagem, a troca de namorado para a noite de passagem de ano, as prendas hipócritas para verem se o patrão dá um aumentozinho, enfim, em quinze dias anda tudo doido. Comem o dobro, bebem o que não ingerem durante o ano, tiram fotos para o facebook, instagram ou twitter para mostrar que estiveram num restaurante de luxo e no dia 3 e hoje pedem dinheiro emprestado ao amigo mais próximo. Mas há ainda amigos a sério. Ontem, um amigo de longa data convidou-me e à minha mulher para um almoço. Disse-me que era só para me dar um abraço de votos felizes para 2019. Como ambos estivemos em Macau, sabemos que o 2019 pode ser um bom ano. Acontece que na simbologia chinesa o número 9 significa dinheiro, que venha dinheiro. Esperemos que a simbologia funcione e que as dificuldades sejam reduzidas. Saúde para todos é o desejo maior. Olha, esta também é uma máxima da quadra: muita saúde. Mas, raios me partam que só vejo os hospitais a abarrotar e os privados a ganhar fortunas...

 

2019.png

 

Escrever

Escrever é belo. É exteriorizar o que nos vai na alma e no pensamento. Sempre escrevi quando era criança e gostei tanto que me transformei num jornalista vulgar de lineu. O escrever pode fazer bem a quem lê, como pode colocar certas mentes traumatizadas a interpretar mal o que escrevemos. É triste quando a nossa escrita é interpretada precisamente sem senso e com laivos de sonambolismo. Por vezes, a maldade de não nos interpretarem bem leva-nos à vontade de não escrever mais. O que vale é que há sempre imensa gente que gosta do que escrevemos. E nesse sentido, é sempre Natal.

Feliz Natal

Quero desejar a todos os meus leitores um Natal muito Feliz na companhia daqueles que vos são queridos. Muitas felicidades em paz e amor. Abraço.

Boas festas.jpg

 

Mourinho deixa o Manchester United

 

José Mourinho fartou-se da escumalha que grassa no MUnited e deixou o clube. Os jogadores não tinham qualidade para serem campeões. O director desportivo e financeiro não comprou um jogador indicado por Mourinho. O racista Pogba andou sempre a boicotar o seu trabalho e a meter intriga. Os resultados negativos levaram os ânimos internos a aquecer e Mourinho nunca se deu bem com palhaços e vigaristas. Muito bem, José. O MUnited não merecia ter um treinador que se dedica a cem por cento, que ama o futebol e que se habituou a ser campeão desde que tenha condições para tal. E veremos em que lugar da classificação irá ficar o MUnited. Felicidades para o melhor treinador do mundo.

Mourinho.jpg