Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Terrorismo

Existem vários tipos de terrorismo. Incluindo o verbal. Ontem, à noite na RTP, assistiu-se a uma intervenção do comentador partidário António Vitorino que raiou o terrorismo através da palavra. O socialista apoiante de José Sócrates serviu-se de um espaço que lhe concederam (?) para esclarecimento sobre os acontecimentos políticos para atirar brasas para a fogueira grave que já estava ateada. A guerrilha entre o Presidente da República e o primeiro-ministro chegou ao rubro quando Cavaco disse umas verdades oportunas e José Sócrates respondeu malcriadamente dizendo que não aceitava "recados". E Vitorino? Como se fosse um criado da corte foi à televisão afirmar que o Presidente Cavaco já discursa com as mesmas posições da líder da oposição Manuela Ferreira Leite. A isto, chama-se apagar o fogo com uma mangueira cheia de buracos. Pior, um tempo de antena para determinado fim não deve ser utilizado para um certo tipo de terrorismo verbal e por esse motivo entendo que o programa de Vitorino deve acabar.

E o programa de Marcelo Rebelo de Sousa? Já por diversas vezes o ouvi dizer que José Sócrates fez isto e aquilo bem feito. No entanto, sempre fui apologista de a RTP disponibilizar programas do género Marcelo/Vitorino a outras personalidades conotadas com todos os partidos representados na Assembleia da República.

3 comentários

Comentar post