Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Rádio mais portuguesa


A norma da Lei da Rádio que impõe uma quota mínima de 25% de música portuguesa foi ontem publicada em Diário da República, mas tem efeitos retroactivos, ou seja de 3 de Maio de 2007 a 2 de Maio de 2008. Até que enfim, que temos uma legislação que obriga verdadeiramente à promoção e divulgação da música que se faz no nosso país.
De imediato fizeram-se ouvir algumas vozes de directores de estações de rádio e alguns comentadores desta temática a manifestarem discordância com a nova quota. Esses senhores discutem o sexo dos anjos, mas a maioria dos compositores e intérpretes de música portuguesa está felicíssima e agradece esta legislação que apenas peca por tardia. Alegam esses senhores que não existe produção discográfica portuguesa que possa dar cumprimento à quota exigida. Que engraçado. A quota poderia perfeitamente ser de 50 por cento que teríamos música de sobra para ser ouvida nas nossas rádios. Quantas e quantas semanas, meses e anos passam sem ouvirmos as canções maravilhosas já produzidas, ou acabadas de produzir, por autores portugueses e interpretadas por Amália, Rui Veloso, Camané, João Pedro Pais, Carlos do Carmo, Jorge Palma, Fernando Tordo, Paulo de Carvalho, José Cid, Carlos Mendes, Mafalda Arnaut, Joana Amendoeira, Beatriz da Conceição, Hélder Moutinho, Pedro Jóia, Ricardo Parreira, Roberto Leal, Pólo Norte, Yani, Nancy Vieira, Vitorino, Janita Salomé, José Mário Branco, Sérgio Godinho, Zeca Afonso, Pedro Barroso, Delfins, Xutos e Pontapés, Paco Bandeira, Carlos Macedo, António Chainho, Rão Kyao, João Portugal, Cabeças no Ar, Clã, Humanos, Madredeus, Mariza, Da Weasel, Blasted Mechanism, Dona Maria, Ana Moura, Cristina Branco, Fausto, Jacinta, Boss Ac, Sam The Kid, Pedro Abrunhosa, Paulo Gonzo, Rui Reininho, Toranja, Rodrigo Leão, Lúcia Moniz, Dulce Pontes, Luís Represas, Filarmónica Gil, Katia Guerreiro, Sara Tavares, Mafalda Veiga, Jorge Fernando, Marco Paulo, Adriano Correa de Oliveira, Maria João, Mário Laginha, David Fonseca e tantos, tantos outros. QUEREM MAIS? Mais os cantores ditos de música pimba que são centenas? É lamentável que hajam responsáveis por estações de rádio que venham para os jornais afirmar que não temos produção para colmatar os horários radiofónicos. Uma coisa lhes digo: abstraindo a publicidade e os noticiários, garanto que colocava as rádios a transmitir 75 por cento de música portuguesa bem variada e diferenciada. Quem me quiser desmentir, que me dê a oportunidade de prová-lo. Que se calem para sempre os detractores da música portuguesa.

A vergonha da semana (1)

O Governo vai concessionar à Estradas de Portugal a rede viária nacional durante 92 anos. Em troca diz que recebe centenas de milhões de euros anuais como receita extraordinária. A EP, por sua vez, pode concessionar aos privados a construção de vias rodoviárias.

Juízes podem ir para a greve

- Doutor juiz, como está?
- Bem, obrigado. E você?
- Vivendo como se pode. O seu telefone estará debaixo de escuta?
- Penso que não. Mas nunca se sabe...
- Posso perguntar-lhe uma coisa?
- O que quiser. Diga!
- Os seus colegas Rui Rangel e Eurico Reis pediram uma audiência com carácter de urgência ao Presidente da República numa tentativa de o sensibilizar para vetar a lei que aplica aos magistrados o regime da administração pública...
- E fizeram muito bem. Estes ministros das Finanças e da Justiça andam a brincar connosco e com todo o nosso esforço e dedicação pela causa.
- Quer dizer que os senhores passam a funcionários públicos?
- Isso é o que eles querem, mas é inadmissível!
- E se o diploma não for vetado pelo Presidente?
- Vamos para a greve e o país paralisa!

Governo já escolheu Ota

O Governo de Sócrates acaba de decidir que a Gare do Oriente será transformada para dar paragem ao novo TGV. Para o efeito, já contactou com o arquitecto espanhol Santiago Calatrava para iniciar o projecto correspondente. Uma fonte junto do processo adiantou-nos que a escolha da Gare do Oriente foi equacionada em função de "o Governo já ter decidido que o novo aeroporto será na Ota".

Olha ele!


Estes realizadores de cinema estão cada vez mais abusadores. Vá lá espreitar no oráculo e deixe a menina descansada. Para filmar não é preciso estar a mexer no material... actriz sofre!

Tem polícia que é cego


Fernando Ruas deve ser como eu. Gosta das velocidades. Mas não vai para o autódromo, prefere qualquer rua de Viseu. O presidente da edilidade viseense foi apanhado em excesso de velocidade quando conduzia, perto da meia-noite de sexta-feira, uma viatura da autarquia na Avenida da Europa, em Viseu. Os radares da PSP detectaram Fernando Ruas a conduzir a uma velocidade de 89 Km/hora num local de velocidade limitada, uma infracção ao Código da Estrada considerada grave, a que corresponde uma coima de 120 euros e inibição de condução de um a 12 meses. Mas como estava por ali o governador civil a assistir aos trabalhos da PSP, logo este iniciou uma conversa com o autarca salvando-o das garras da polícia...

Exames para imigrantes

Há dias realizaram-se exames de avaliação da língua portuguesa para 4.000 imigrantes que tentam obter o estatuto de residente em Portugal. Desculpem lá, mas não foram 4.000, mas sim 3.999. Aconteceu que um cidadão nacional recebeu 50 euros e foi realizar o teste pelo imigrante pagador...

Guarda-redes morre aos 16 anos

André Rodrigues era o guarda-redes do Clube Desportivo de Monção. E digo era, com um sabor amargo de profunda incompreensão. O André, com apenas 16 anos, estava a treinar na passada quinta-feira, quando sentiu fortes dores de cabeça e caiu inanimado no terreno de jogo. Foi transportado de helicóptero para o Porto e no domingo faleceu tendo sido diagnosticado um AVC e paragem cardíaca. Em quantos clubes como o de Monção serão realizados exames médicos periódicos aos atletas?

Ministro só quer carros com computador

É dia 13. Mas não é sexta-feira e as bruxas, essas, foram para o Mar Negro onde já morreram mais de 30 mil aves em resultado do naufrágio de um petroleiro que inundou a costa russa de toneladas de crude fazendo perder a paciência aos ambientalistas. Quem já não tem mais paciência são os utilizadores da IC19 que usam a estrada entre Sintra e Lisboa, porque diariamente os acidentes sucedem-se e hoje as filas de carros são enormes e com muitos quilómetros a partir do Cacém. Carros, e foram cinco, estão a deixar o ministro da Justiça desacreditado. Em época de contenção orçamental, e com a administração pública sujeita a restrições na aquisição de viaturas novas, por indicação do Decreto de Execução Orçamental para 2007, o ministro da Justiça, Alberto Costa, acaba de comprar cinco automóveis topo de gama, com vários luxos a bordo, nomeadamente, computadores e sistema de controlo de estacionamento. O negócio, sem incluir o imposto automóvel (IA), de que as instituições públicas estão isentas, rondou um valor global de quase 176 mil euros e foi por ajuste directo, sem recurso a concurso público, e sem autorização do Ministério das Finanças. Poderá estar em causa a violação da lei. Lei violada parece ter sido uma realidade no mundo do futebol e por isso nasceu o caso "Apito Dourado" e, nesse sentido, o tribunal de Gondomar já marcou o julgamento para o próximo dia 11 de Fevereiro. No banco dos réus vão sentar-se mais de 20 réus, entre eles, Valentim Loureiro e Pinto de Sousa. Valentim Loureiro que corre o risco de ver o seu Boavista passar à história, tantas são as dívidas a credores e a jogadores. Um jogador que ainda poderá alinhar pela Selecção Nacional contra a Arménia e Finlândia será Ricardo Carvalho. Hoje realiza exames para se saber se a sua lesão contraída ao serviço do Chelsea teve uma evolução positiva. Com um astral positivo apareceu ontem na SIC-Notícias o comentador Fernando Seara depois do seu Benfica ter derrotado o Boavista por um contundente 6 - 1. Na pontuação classificativa o Benfica aproximou-se do Porto e na bancada encarnada já se esfregam as mãos de contentamento. Quem já esfrega as mãos, mas de frio, são os habitantes da Serra da Estrela, onde a previsão meteorológica indica apenas uma máxima de 12 graus. Máxima que em Lisboa chegará aos 22 com o Sol a brilhar e sem chuva mais uma vez.