Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

Sexta à noite (1)

por João Severino às 21:07
link do post | comentar | favorito
partilhar

125 - Esperteza saloia


A Estrada Nacional nº 125 no Algarve representa cerca de 150 quilómetros ao longo da costa que até deu lugar a uma canção dos Trovante que ficou na nossa memória "A 125 Azul". Uma estrada que conheço bem e na qual conduzi automóvel e moto centenas de vezes. Dizem que é perigosa. Dizem que precisa de obras. Do que precisa essencialmente é de condutores civilizados e cumpridores do Código de Estrada. A 125 é tão perigosa como qualquer outra estrada. Acontece que é uma via urbana, que atravessa consecutivamente a urbe algarvia. Naturalmente que a velocidade deve ser reduzida e que a luz vermelha dos semáforos é indicadora de paragem. Mas, ao que se assiste na 125 diz respeito com excesso de velocidade, com condutores alcoolizados, com peões que atravessam em qualquer local e a qualquer momento, semáforos e sinais de STOP diariamente desrespeitados, sinalização mal colocada e uma BT-GNR que mais se preocupa com coimas no interior das localidades aos condutores que conduzam a 20 Kms/hora sem cinto de segurança porque acabaram de arrancar com o veículo após estacionamento em frente a uma loja ou a uma caixa multibanco.
José Sócrates e o seu ministro Mário Lino anunciaram hoje que a 125 vai para obras "de fundo"... de uma ponta à outra. Ora aí temos a perfeita esperteza saloia, como se todos fôssemos atrasados mentais. O Governo fez as contas e verificou que os custos com a renovação da 125 compensam, porque logo de seguida iniciará a portagem na Via do Infante. Até agora o Governo não podia portajar a SCUT algarvia porque a 125 não constituia alternativa rodoviária.
por João Severino às 20:35
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
partilhar

7 de Março - Dia da Poesia


No dia 7 de Março é dia de S. Tomás de Aquino, padroeiro dos poetas. Outros, homenageiam neste dia os livros, os escritores e as bibliotecas. E a Livraria Trama? Tem para si
6 Autores com o Plano Nacional de Leitura
Livraria Trama, 07 de Março, 21horas
O 1º encontro é na Livraria Trama. Tinha que ser lá. Queremos saber tudo sobre leitura. O que é um leitor? Como é que um leitor escreve? O que é que nos apaixona nos livros?

A capa. As letras alinhadas. O branco sujo do papel. O poder da letra. O cheiro quente de um livro acabado de comprar. O que é que nos dizem as letras? O que é que nos dizem as palavras? Vamos insistir com o poder da leitura, vamos insistir com a força das palavras na pele, na boca.

Vamos pensar juntos. Vamos ouvir-nos. Vamos ler.

Que livros nos transformaram? O que é que somos com eles? O que seríamos sem eles? Por que é que lemos? Por que é que não lemos? O que é que os livros fazem na nossa sala? Nos nossos quartos? Por que motivo temos livros perto da nossa cama?

O que é que tantos livros fizeram de nós?

E a língua e o Plano Nacional de Leitura. A questão do português no mundo. Somos tantos a falar português. E o português é uma língua tão bonita. Como é o Japonês. O Inglês. O Francês. O Aramaico. O Espanhol. A nossa língua. O poder de uma língua bonita falada em tantos cantos do mundo. O poder do português falado com tantas pronúncias. Tão ricas. Tão importantes. A língua dentro da boca e dentro dos livros. A língua falada e escrita.

E o Fernando, o Dr. Torga e a Sophia. Eles não vão poder estar na Livraria Trama dia 7 de Março. Estaremos nós. Seremos sete. Haverão leituras, poesia e muita gente a fazer perguntas.

por João Severino às 18:10
link do post | comentar | favorito
partilhar

Debates acesos...

- Pedes desculpa ó Jaiminho, ou não?
- Tu e ele é que têm de me pedir desculpas a mim!
- Tu ainda não te viste ao espelho?
- O que é que estás a insinuar, ãh?
- Não estou a falar de dentinhos branquinhos... tu ainda não viste que estás cada vez mais pequeno? Qualquer dia não és partido para ninguém...
- E tu? O teu partido também está a descer e tu tens os profs na rua a gritar contra ti e contra a única saia que te resta...
- És tonto! Se eu tivesse só uma saia nem discutia contigo!
- Tens de pedir-me desculpa, porque senão perco o respeito por ti!
- E o que é que fazes? Pensas que metes medo?
- Eu é que não tenho medo nenhum de ti!... E vou para tribunal!
- Que engraçadinho, este minorcas Portelas... vais para tribunal com o Garcia das hortas?...
- Vou com quem me apetecer... finalmente... vejo que o Garcia é que te está a fazer tremer a gravatinha...
- Gravatinha?...
- Sim, gravatinha! E sabes que mais? Corta-a!...
por João Severino às 17:48
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Governo simplex...

por João Severino às 17:41
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Aqui há gato...

por João Severino às 17:37
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Chá das cinco (66)

por João Severino às 17:34
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Delícias para a visão (104)

por João Severino às 17:07
link do post | comentar | favorito
partilhar

Último modelo anti-roubo...

por João Severino às 17:05
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

Decência?...

"O respeito que tinha por si perdi-o ao decidir não demarcar-se das afirmações do seu ministro (da Agricultura)", disse Paulo Portas a José Sócrates na Assembleia da República, para quem "é preciso haver decência na política".
por João Severino às 16:39
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

O mundo e eu (3)


1983 - Grande Prémio de Macau - 3º lugar na Corrida de carros de Turismo, prova Automóvel Clube de Portugal. Fui o primeiro piloto português expatriado a subir ao pódio em 30 anos de Grande Prémio de Macau. Neste mesmo ano iniciei a amizade com Ayrton Senna que venceu no mesmo dia o Grande Prémio em Fórmula 3.
por João Severino às 16:17
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
partilhar

Jornalistas do "24 Horas" não vão a julgamento


Os dois jornalistas acusados de acesso indevido a dados pessoais no "caso Envelope 9", anexado ao processo Casa Pia e envolvendo registos telefónicos de altas figuras do Estado, não vão a julgamento, disse esta sexta-feira fonte judicial.
De acordo com a mesma fonte, os jornalistas do jornal "24 Horas", Joaquim Eduardo Oliveira e Jorge Van Krieken não foram pronunciados, uma decisão conhecida esta sexta-feira, dia para que estava marcada a leitura da decisão instrutória, no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa. No debate instrutório realizado a 22 de Fevereiro, o MP limitou-se a pedir justiça, mantendo a fundamentação da acusação, que imputava aos jornalistas um crime de acesso indevido a dados pessoais, punível com um ano de prisão ou 120 dias de multa.
No debate instrutório, o advogado de Joaquim Oliveira considerou que dos autos não resulta prova suficiente para enviar os jornalistas a julgamento, alegando que "há questões muito mais amplas do que as que estão narradas na acusação".
O causídico André Raposo sublinhou que o importante era saber se a interpelação do então Presidente da República Jorge Sampaio ao procurador-geral da república da altura, Souto Moura, foi ou não cumprida.
O defensor de Joaquim Oliveira referiu ainda estar em causa neste processo a "liberdade de imprensa", posição também partilhada por Alexandre Faria, advogado de Van Krieken, que destacou o papel fundamental que os jornalistas desempenham num Estado de Direito de informar a opinião pública.

por João Severino às 15:54
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

Zé Simplex (9)

"Conversa de taberna costuma ser utilizada pelo senhor deputado"

José Sócrates, dirigindo-se a Paulo Portas, hoje, na Assembleia da República
por João Severino às 15:08
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

O melhor colchão...

por João Severino às 12:13
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

Hoje há debate



Pedro Santana Lopes abriu o debate quinzenal com o primeiro-ministro no Parlamento declarando que se constata "uma fragilização objectiva" da justiça, com "indefinição de caminhos, de métodos", e apontou o recuo de Almeida Pereira na aceitação do convite para ser director da Polícia Judiciária (PJ) do Porto. "A nomeação do director da PJ do Porto é da competência do director nacional da PJ", respondeu o primeiro-ministro José Sócrates. "Expresso a minha confiança na direcção nacional da PJ que saberá agora encontrar uma nova solução", acrescentou.

Cavaco metido na berlinda
A seguir, o primeiro-ministro disse também querer falar de justiça e criticou o PSD pela quebra do acordo para a revisão do mapa judiciário, incluída no pacto para a justiça assinado entre socialistas e sociais-democratas. A discussão sobre essa decisão do PSD prolongou-se.
Na quinta vez que usou da palavra para defender a posição do seu partido, Pedro Santana Lopes lembrou que a quebra de pactos faz parte da "história das democracias" e deu um exemplo protagonizado pelo Presidente da República, Cavaco Silva.
"Os senhores chamavam populista a Cavaco Silva quando ele rompeu o acordo do Bloco Central e fez cair o Governo e passado pouco tempo ganhava as eleições. Nós não sacrificamos é os nossos princípios e valores à arrogância e à imposição de vontades da parte de outros com quem celebramos acordos", afirmou.

por João Severino às 12:03
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Meio-dia (64)



- Com um dia tão bonito, ao meio-dia só dá para apanhar ar...
por João Severino às 12:01
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
partilhar

O novo Land Rover

por João Severino às 11:55
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

O novo táxi

por João Severino às 11:55
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

O novo Mitsubishi

por João Severino às 11:53
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

O novo Chevrolet

por João Severino às 11:52
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

pptao

Um blogue onde deixarei simples observações sobre o que vai acontecendo à nossa volta neste mundo global. Também serve de contacto com imensas pessoas que gostaram de mim. O título do blogue? Porque sempre fui "pau para toda a obra". Obrigado por ter vindo. “Morrendo estou na vida, em morte vivo; / vejo sem olhos, e sem língua falo; / e juntamente passo glória e pena.”, Camões

arte

João Eduardo Severino

Create Your Badge

a frase

"A vida é muito curta para termos inimigos"
Ayrton Senna

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

favoritos

Quatro anos depois

pessoalmente

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

cv

Jornalista com a Carteira Profissional nº 278. Já restam poucos do meu tempo. Como último cargo fui director e proprietário do diário 'Macau Hoje'. Pode ler o meu CV completo na primeira mensagem de Outubro de 2007.

subscrever feeds

tags

todas as tags