Segunda-feira, 31 de Março de 2008

Bloco de Esquerda quer combater insucesso escolar








Photo Nuno Alegria/Lusa


Contrariando dados lançados pela ministra da Educação que apontavam para um rácio professor /aluno, dos melhores da Europa, o Bloco de Esquerda vem dizer que, afinal, "um terço dos professores tem mais de 100 alunos". "Isto significa, sustenta a deputada Ana Drago, "que o processo de acompanhamento do percurso individual dos alunos é uma ficção".
Nesse sentido o BE propõe uma tabela que estabeleça para cada professor que tenha até três blocos lectivos por semana, "não mais de três turmas, isto é 66 alunos". Já quem tem apenas dois tempos lectivos pode vir a ter quatro turmas (88 alunos) e cinco turmas para quem tem um tempo lectivo (110 alunos).
O BE propõe, por isso uma redução de alunos por turma, um aumento de turmas e também de professores.
"Não é compatível o Governo dizer que aposta na educação e depois apresentar no Orçamento de Estado um aumento zero para esta área", diz Ana Drago para justificar o consequente aumento de custo da Educação, com a proposta agora apresentada.

por João Severino às 22:06
link do post | comentar | favorito
partilhar

Segunda à noite ou Terça de manhã (2)


Photo DDiarte
por João Severino às 21:45
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
partilhar

Rui Alves vai ficar impune?

O presidente do Nacional, clube de futebol da Madeira, concedeu uma entrevista à Antena 1 considerada um insulto a todos os portugueses. Rui Alves entre as várias afirmações polémicas que proferiu, teve a veleidade de afirmar que "não gosto dos portugueses, não gosto de falar português, não gosto da língua portuguesa e a Madeira devia ser independente". Rui Alves ainda salientou que irá ficar à frente do Nacional até ao aniversário do centenário do clube, mas "depois até deixo a Madeira porque não gosto da cultura portuguesa".
E isto que foi afirmado ficará impune? A este senhor devia ser-lhe retirada imediatamente a nacionalidade portuguesa porque já que não se identifica com Portugal que saia da Madeira e vá para onde quiser. Por mim, colocava-o em Bagdad...

Comentário oportuno de J.C.

Ao contrário do que diz o 'post', este homem está no seu pleno direito. Estamos num País livre e até talvez seja mais do que tempo, como já aqui tenho dito, de ficarmos independentes da Madeira!
Normalmente, quem fala assim contra o seu país, a sua cultura e a sua língua, pouco ou nada sabe dos outros países. Contudo, este homem tem uma vantagem: quer deixar o País. Como o mais certo é não conhecer outras culturas e outras línguas e como parece que quer deixar de falar português, em breve passará a ficar calado.
Como nem será necessário mandá-lo calar, o País agradece o seu silèncio voluntário. E o resto do mundo, embora não o saiba, também tem boas razões para ficar grato. Porque uma das melhores coisas do dom da fala é um imbecil não o usar...
por João Severino às 18:39
link do post | comentar | ver pauladas (3) | favorito
partilhar

PSD não quer publicidade na RTP

O PSD entrega quarta-feira, na Assembleia da República, uma proposta de alteração à Lei da Televisão que visa acabar com a publicidade na RTP sem cobrar "um tostão ao contribuinte", anunciou hoje o presidente do partido, Luís Filipe Menezes.
"Esta proposta avança porque não custa um tostão ao cidadão contribuinte", afirmou Menezes, salientando que a iniciativa legislativa social-democrata resulta do cumprimento do plano de saneamento financeiro da RTP, iniciado em 2003.
Menezes, que falava em conferência de imprensa em Vila Nova de Gaia, recordou ter assumido há algumas semanas o compromisso de acabar com a publicidade na televisão pública quando liderar um governo social-democrata.
O líder social-democrata salientou ainda que a proposta "está sustentada em termos políticos, mas também do ponto de vista económico e financeiro".
Na perspectiva política, Menezes argumentou que "uma sociedade pluralista precisa de grupos de comunicação social que sejam livres e independentes".
"Uma das maiores pressões é a dependência financeira", frisou o dirigente social-democrata, salientando que "nenhum grupo de comunicação social é hoje em dia sólido se não tiver acesso a um canal de televisão em sinal aberto".
Depois de considerar que o Governo tem "condicionado" os grupos que já possuem um canal de televisão e os que estão interessados no canal que vai ser criado em breve, Luís Filipe Menezes defendeu que "uma das formas de acabar com a pressão governativa é dar condições de solvência" aos grupos de comunicação social.
"Os 50 milhões de euros hoje canalizados para publicidade na televisão pública são imprescindíveis para alimentar o pluralismo na comunicação social", sustentou.
Segundo o líder social-democrata, esta verba é idêntica ao excedente das receitas da taxa de audiovisual, que pode ser utilizado para cobrir a ausência da publicidade.
"Podemos ter uma televisão pública com o mesmo orçamento e sem publicidade", defendeu.


por João Severino às 18:37
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Famílias só têm 1.845 € por mês

As famílias portuguesas gastam quase metade do seu rendimento mensal líquido de €1.845 na habitação, água, electricidade, combustíveis e alimentação. São cerca de 42% do total que mensalmente são usados com este fim. É uma das principais conclusões do Inquérito aos Orçamentos Familiares que o Instituto Nacional de Estatística realiza a cada cinco anos e que hoje foi divulgado. Os números, referentes ao período entre Outubro de 2005 e Outubro de 2006, revelam que, em média, cada agregado familiar vive com um rendimento anual de €22.136.
por João Severino às 18:28
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Chá das cinco (82)

por João Severino às 16:52
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Rússia: Mais de 200 adolescentes suicidam-se por ano









Na
Rússia suicidam-se mensalmente entre 15 e 20 adolescentes. Surpreendentemente muitos deles fazem-no em segredo. Na Rússia existem actualmente centenas de websites que mostram e fornecem detalhes de como os jovens se devem suicidar.
Alguns dos sites introduzem jogos estúpidos que são praticados por jovens com idades que vão dos 11 aos 25 anos e que dispendem horas e horas a discutir as melhores formas de se suicidarem.
Alguns investigadores já detectaram que a grande maioria destes jovens que frequentam os sites estão mentalmente doentes e que desejam morrer.
por João Severino às 16:41
link do post | comentar | favorito
partilhar

Palavras que têm de ser inventadas (4)

VALTERNATIVA - A opção de Valter Lemos
por João Severino às 15:53
link do post | comentar | favorito
partilhar

Sugestão para o Bairro Alto...

por João Severino às 15:52
link do post | comentar | ver pauladas (1) | favorito
partilhar

Informação (ridícula) de última hora (4)

As vacas não recebem percentagem na venda do seu leite.
por João Severino às 15:46
link do post | comentar | favorito
partilhar

PJ investiga desvio de fundos públicos no Ministério da Justiça...

Calma, calma! Nada de sustos para os lados do Terreiro do Paço... O que se passa é que a Polícia Judiciária (PJ) da Guiné-Bissau está a investigar o desvio de 170 milhões de francos CFA (259 mil euros) do Tesouro Público num esquema que envolveu alegadamente dois bancos em Bissau.
por João Severino às 15:41
link do post | comentar | favorito
partilhar

Perguntar não ofende (4)

- Patrão, o senhor pode dar-me um aumento?

- Agora não posso, porque a situação é de crise. Mas para o ano-que-vem se a empresa continuar a dar 34.000% de lucro você será aumentado de acordo com o salário mínimo.
por João Severino às 15:29
link do post | comentar | favorito
partilhar

Recordar Ruy Belo


A Assírio & Alvim promove uma Evocação de Ruy Belo (1933-1978) e da sua obra, por ocasião dos 30 anos da sua morte. A sessão decorrerá, amanhã, 1 de Abril, na FNAC do Chiado, pelas 18.30h, e conta com a presença de José Tolentino Mendonça e Duarte Belo.
Esta apresentação coincide com o culminar da Campanha de Poesia de Março, que juntou as lojas FNAC e três editoras portuguesas (Assírio & Alvim, Cotovia e Relógio d'Água).
por João Severino às 15:01
link do post | comentar | favorito
partilhar

Jornais do mundo (13)

por João Severino às 12:38
link do post | comentar | favorito
partilhar

Macacos, formigas, macacadas e formigueiros

Durante muito tempo os humanos andaram convencidos que a sua origem teria a ver com a evolução da espécie do macaco, pelo menos os seguidores da teoria de Darwin, talvez por ser um mamífero da ordem dos primatas.
Eu próprio, e se calhar quase todos nós, ao fim de tanta insistência, até acreditei que sim, que isto seria uma verdade díficil de ser contrariada.
De facto, as paracenças às vezes são demais, tais são as macaquices a que o ser humano se presta. Algumas, penso eu de que, de envergonhar o pobre do bicho e muitas vezes me interroguei de, porquê o macaco?
Afinal, praticamente não comemos como eles, não andamos de galho em galho, embora às vezes seja preciso quebrá-lo, não temos o rabo calejado, a não ser que soframos de hemorraidal e, por norma, não fazemos coisas feias à mãe.
Para além das macacadas conhecidas, de comer bananas e amendoins, e de também vivermos na selva, as semelhanças serão muito pequenas e, pensando bem, os desvios que produzimos na natureza nada têm a ver com aqueles primatas.
Bem sei que, tal como eles, gostamos de mamar e o vício é tão grande que, mesmo depois de nos caírem os dentes de leite, assim que nos é dada a oportunidade de mamar, lá estamos nós de beiço esticado, prontos para mais umas sugadelas. Na verdade, ao contrário destes animais, estamos instantaneamente ao dispor de qualquer teta que se apronte a jeito, ou não, e a devorar com toda a sufreguidão possível o leite, ou o que houver no seu lugar.
Dando o devido desconto aos macacos, que por norma gostam de viver em comunidade e de serem grandes protectores da família, os humanos acabam por ter um comportamento bem diferente. Já sei que temos raciocínio e que somos seres superiores e, como tal, pertencentes ao grupo do homo-sapiens.
Contudo, não deixamos de coçar a cabeça, catar piolhos e bater palminhas quando algo é do nosso agrado. No entanto, quando comparável a outras situações, o nosso desempenho é totalmente diferente.
A partir daqui a conversa muda de figura e chego à conclusão que a nossa origem não terá apenas a ver com aqueles primatas. Se calhar já teve mas, neste momento em que vivemos, a realidade pode muito bem ser outra e a nossa origem, por qualquer motivo, deve ter passado por alguma mutação, ou então, uma parte da humanidade deverá descender e ter os seus primórdios na formiga.
Exactamente, na formiga! Aqueles insectos himenópeteros formicídeos, de curiosos instintos sociais, que se veio a descobrir serem uns insectos traiçoeiros, egoístas e corruptos, deitando por terra a velha histórinha da formiga e da cigarra.
Num estudo recente, realizado pelos investigadores Bill Hughes e Jacobus Boomsma, estes cientistas chegaram à conclusão que determinadas formigas conseguem enganar o sistema em vigor nas colónias, para garantir que os seus filhotes se tornem raínhas reprodutivas, ao contrário das formigas operárias estéreis, desmistificando por completo a ideia de insectos de convivência harmoniosa.
Não duvido nem um bocadinho deste estudo realizado por estes dois investigadores, antes pelo contrário. Porém, abre totalmente as portas da ciência a um estudo aprofundado sobre a verdadeira origem do ser humano.
De facto, cá para mim, as semelhanças com as formigas são muito maiores do que aquelas encontradas no pobre do macaco, e vou-lhes explicar porquê.
Primeiro, porque passamos a vida a trabalhar, tal como as formigas, e a pensar amealhar o suficiente para ter uma vida folgada. Só que, entre outras benesses, lá vêm os bancos, com as suas taxas de juro elevadas para a pessoal pagar empréstimos, e taxas de miséria para o dinheirinho a prazo; lá vem o fisco cobrar impostos retirando-nos uma grande fatia do salário mensal, e outro tipo de folclore inerente a sugar as nossas economias.
Segundo, fingimos que somos iguais, e que não somos racistas, mesmo com os da nossa raça, que gostamos de dividir o nosso bem estar com os outros semelhantes.
Terceiro, que andamos preocupados com o planeta, fingindo que tudo está a ser feito para baixar os índices de poluição, e que tudo faremos para que a terra fique mais verde, nem que para tal tenhamos de ser todos sócios do sporting.
Mas, todos os dias, na verdade criamos carradas de lixo suficiente para alimentar formigas, ratazanas, baratas e outro bicharame.
Quarto, e para provar a evidência destas semelhanças, vem a trilogia humana das formigas que, tal como alguns conhecidos da praça mundial, são traiçoeiros, egoístas e corruptos.
Nada disto, que eu saiba, é atributo de macaco. Quando muito, lutam por mais uma banana ou uma mão cheia de pevides, mas chegar a este desplante, nunca. Irracionais sim, corruptos não!
É raro o dia em que não assistimos a mais uma assinatura de paz, ou em nome dela, é raro o dia em que não somos confontados com mais pobreza, raro é o dia em que as televisões não nos mostram mais mortes em nome da paz e da democracia, e raro é o dia em que não constatamos que o nosso salário é mais antigo que a Sé de Braga, sendo que, para cúmulo, no futuro, este será comparável ao soldo pago na altura do império romano.
Perante estes factos amigo leitor, prepare-se, e ao mínimo formigueiro na perna ou nos dedos dos pés, não hesite, tome todas as precauções porque, provavelmente, num futuro próximo, poderá ser vítima de tentativa de traição, de algum acto de egoísmo mais forte ou de tentação de corrupção.
Nesse caso não vá ao médico, aconselhe-se apenas com um ou outro amigo, se ainda o tiver, sendo absolutamente imprescindível que não o faça à noite, já que por norma esta é má conselheira.

Pinto Fernandes, in Hoje Macau
por João Severino às 12:24
link do post | comentar | favorito
partilhar

Publicidade (10)


Não jogue contra as florestas...
por João Severino às 11:55
link do post | comentar | favorito
partilhar

Ainda bem... a 280 Kms/h


Um cidadão Z viajava descansadamente no seu Mercedes topo de gama na auto-estrada A... conduzindo a uma média de 120/140 Kms/h, como praticamente a maioria dos condutores o faz, incluindo os polícias fora de horas de serviço. A dado momento sentiu pelo retrovisor central e espelhos laterais que um outro carro seguia na sua traseira com a mesma velocidade e a uma distância muito curta do seu. Abrandou a marcha e o outro veículo com três indivíduos no seu interior reduziram igualmente a velocidade. O cidadão Z do Mercedes voltou a acelerar um pouco mais e os fulanos foram logo no seu alcance e tentaram de seguida abalroar o Mercedes após uma ultrapassagem apertada e colocando-se na frente de Z para o obrigar a parar.
O cidadão Z sentiu que poderia estar a ser confrontado com uma situação de carjacking e conseguiu sair de trás do carro dos perseguidores e acelerar a grande velocidade. De tal forma o susto foi tão grande que deu por si a 280 Kms/h... mas com a brigada de trânsito a "caçá-lo" e a pretender multá-lo com uma coima elevadíssima. O cidadção Z explicou o sucedido e a razão da velocidade. Os policiais assobiaram para o lado como se se tratasse de uma invenção. A caça à multa é o mais importante...
O cidadão Z será presente hoje em tribunal, mas desabafou para o PPTAO com satisfação: "Ainda bem que acelerei para 280... ao menos assim apareceu logo a polícia!"...
por João Severino às 11:18
link do post | comentar | favorito
partilhar

Bocas na rua (23)

- É pá, já não vou viver para Madrid!
- Então, porquê'
- Ora, porque o Luís Filipe Menezes disse que se for eleito que vamos ficar iguais a Espanha...
por João Severino às 11:14
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

"Dá cá o telemóvel!"

A partir de hoje na Escola Secundária Carolina Michaelis fica decretado que todo o aluno apanhado com telemóvel fica sem ele.
E nas outras escolas do País, como é?...
por João Severino às 11:11
link do post | comentar | ver pauladas (2) | favorito
partilhar

Camané apresenta novo disco











O fadista Camané apresenta sexta-feira à noite, no Centro Olga Cadaval, em Sintra, o seu novo álbum, "Sempre de mim", em que canta inéditos de Alain Oulman e que será lançado a 21 de Abril.
Com o fadista no palco do Olga de Cadaval estarão José Manuel Neto (guitarra portuguesa), Carlos Manuel Proença (viola) e Paulo Paz (contrabaixo).
Além dos inéditos que Alain Oulman compôs exclusivamente para Amália Rodrigues, o novo álbum, editado pela EMI Music Portugal, inclui poemas de Luís de Macedo, outro nome ligado à fadista, falecida em Outubro de 1999.
De Macedo é "Mar impossível" que abre o álbum e que Camané canta na música do "Fado Carriche" de Raul Ferrão, e "Bicho de Conta", com a música do "Fado Britinho", de Frederico de Brito.
Ainda do poeta de "Asas fechadas", Camané interpreta "Eram morenas tuas mãos" na música do "Fado Licas", de Armando Machado, e "Dança de Volta", na música do fado "Bailarico", de Alfredo Marceneiro e na do "Fado Lopes", de José Lopes.
De Oulman, compositor falecido em 1990, Camané canta "Sei de um rio" e "Te juro", ambos com poemas de Pedro Homem de Melo.
Do autor de "Povo que lavas no rio" Camané canta também "Antes do grito", com música de Renato Varela.
Há seis anos sem gravar um álbum de inéditos, "apesar de nunca ter parado, e ter saído um CD e um DVD gravados ao vivo, para além da experiência gratificante que foi os 'Humanos'", Camané regressa com um CD que terá 16 temas, menos um do que o total anunciado inicialmente.
O fado "Asas fechadas" (Oulman/Macedo), criado por Amália em 1962, não faz parte do alinhamento, segundo informação da editora.
O álbum inclui também dois poemas de Fernando Pessoa, "Ser aquele", cantado no "Fado Menor", e "Tudo isso", na música do "Fado Jovita", de Frutuoso França.
"Quando eu pensava que já não havia nada mais de Pessoa que pudesse ser cantado, descobri este dois poemas que interpreto em fados tradicionais", disse o fadista.
Manuela de Freitas, Jacinto Lucas Pires, Sérgio Godinho e David Mourão-Ferreira são outros autores que Camané interpreta.
José Mário Branco assume a direcção musical, arranjos e produção, além de assinar alguns temas, nomeadamente "As palavras" e "Este silêncio", ambos de Manuela de Freitas.
"Lembra-te sempre de mim", de Mourão-Ferreira, é também musicado por José Mário Branco.
Manuela de Freitas é também autora de "Ciúmes da saudade", na música do "Fado Tia Dolores", de José António Sabrosa.
Jacinto Lucas Pires assina "A noite e o dia", na música do "Fado CUF" de Marceneiro e Sérgio Godinho a música e letra de "Sonhar durante o fado".
"Procuro fazer aquilo que é o meu trabalho, sem outras distracções, nem me preocupar com os críticos, e fazê-lo da forma mais honesta possível", disse Camané.


por João Severino às 11:01
link do post | comentar | favorito
partilhar

pptao

Um blogue onde deixarei simples observações sobre o que vai acontecendo à nossa volta neste mundo global. Também serve de contacto com imensas pessoas que gostaram de mim. O título do blogue? Porque sempre fui "pau para toda a obra". Obrigado por ter vindo. “Morrendo estou na vida, em morte vivo; / vejo sem olhos, e sem língua falo; / e juntamente passo glória e pena.”, Camões

arte

João Eduardo Severino

Create Your Badge

a frase

"A vida é muito curta para termos inimigos"
Ayrton Senna

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

favoritos

Quatro anos depois

pessoalmente

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

cv

Jornalista com a Carteira Profissional nº 278. Já restam poucos do meu tempo. Como último cargo fui director e proprietário do diário 'Macau Hoje'. Pode ler o meu CV completo na primeira mensagem de Outubro de 2007.

subscrever feeds

tags

todas as tags