Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

PÁGINA DE FUTEBOL


Liga dos Campeões

FC Porto-Atlético de Madrid, 2-0 (Falcão e Rolando)
CSKA-Besiktas, 2-1
Bayern-Juventus, 0-0
Bordéus-Maccabi Haifa, 1-0
Man. United-Wolfsburgo, 2-1
AC Milan-FC Zurique, 0-1
Real Madrid-Marselha, 3-0 (Cristiano Ronaldo 2)
APOEL-Chelsea, 0-1

TAP COM PREJUÍZO

> A TAP considera que os prejuízos que a companhia teve com a greve dos pilotos, na semana passada, "pode ser a diferença entre ter um resultado equilibrado e ter prejuízo no final do ano".

BISPO DE MACAU POSTO EM CAUSA

> O bispo da Diocese de Macau, D. José Lai, aliás Lai Hung Seng foi posto em causa pelo macaense José Guerra, membro da Confraria de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos, por não ter permitido a eleição do presidente da Confraria como exigem os estatutos. A revolta de José Guerra prende-se igualmente porque o bispo prometeu-lhe pessoalmente que iria consultar o secretário da Confraria, Francisco Xavier do Rozário, de 94 anos, sobre a eleição dos corpos dirigentes, facto que não se verificou até à data em que o idoso faleceu.
Entretanto, a Confraria tem sido dirigida por uma comissão não-eleita. A negligência do bispo Lai foi tema de uma carta de protesto enviada por José Guerra a responsáveis da Igreja Católica no Vaticano e em Portugal.

CÂMARA DE ODIVELAS NA BERLINDA


Hernâni Carvalho Quer auditoria externa

> Realizar uma auditoria externa às contas da Câmara de Odivelas, criar um provedor municipal, instalar videovigilância e dotar o município de serviços municipalizados próprios são algumas propostas da “Coligação Em Odivelas Primeiro as Pessoas”, liderada pelo jornalista Hernâni Carvalho.
Estas medidas apresentadas na noite passada durante o jantar de apresentação de Hernâni Carvalho, fazem parte de um programa eleitoral que o candidato da coligação, que inclui o PSD, CDS-PP, MPT e PPM, considera estar “focado nas pessoas e não apenas nos interesses de alguns”.
Na área da Justiça Social destaca-se a criação da figura do provedor municipal, que coordenará a auscultação das populações e a relação destas com a câmara municipal, e da Comissão de Maiores, uma medida que o candidato considera “essencial para salvaguardar os interesses da população mais idosa”.
Relativamente à Segurança, a coligação Odivelas em “Primeiro as Pessoas” defende a criação de uma polícia municipal, a colocação de câmaras de videovigilância nas zonas mais críticas, assim como o reforço do número de guardas-nocturnos por freguesia.
Em matéria de Saúde, o candidato garante mais pressão sobre o Governo para que sejam cumpridos os prazos para a construção dos quatro centros de saúde, anunciados recentemente, e anunciou que vai dar um Cartão de Saúde municipal às famílias mais carenciadas. “Se as outras autarquias PS podem ter um Hospital (Amadora, Loures), nós não somos cidadãos de segunda. Os odivelenses carenciados também são gente”, sublinhou.
A área com a qual o candidato parece mais preocupado diz respeito ao Ambiente. A criação de Serviços Municipalizados no concelho de Odivelas é uma das lutas que Hernâni Carvalho promete travar com a Câmara de Loures. “É escandaloso que seja um presidente de um concelho vizinho a mandar no preço da nossa água. Não podemos estar reféns de ninguém. Tenho condições de numa semana resolver este problema com o senhor presidente Carlos Teixeira”, sustentou. Actualmente o sistema de saneamento é repartido com o concelho de Loures, desde a fundação do concelho de Odivelas em 1998.
Hernâni Carvalho considerou ainda imperativo conhecer a verdade nas áreas financeiras, orgânicas e funcionais da Câmara de Odivelas, defendendo para isso uma autoria externa às contas do município. “Queremos provar que tem sido uma gestão danosa”, sublinhou.
O jantar de apresentação de Hernâni Carvalho contou com a presença do antigo líder do PSD Marques Mendes e do presidente da Distrital de Lisboa do PSD, Carlos Carreiras. (Lusa)

SEMPRE DE LADEX

> O primeiro-ministro, José Sócrates, disse hoje que não quer alimentar “mais polémicas” no chamado “caso das escutas”. Questionado pelos jornalistas quanto à comunicação de ontem à noite do Presidente da República, José Sócrates afirmou que a posição do Partido Socialista foi já expressa ontem pelo ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira. Leia +

Pág. 1/41