Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

SONDAGENS AO VENTO

> Infelizmente, continuamos a ser "atacados" por sondagens em função do vento que passa. Agora, o vento soprou da Lapa e as sondagens que nos oferecem já dizem que o PSD está à frente do PS. É falso. Da mesma forma que fomos sempre aqui divulgando a informação que nos era facilitada por profissionais que trabalham nas empresas de sondagens, e que indicavam resultados percentuais que na maior parte das vezes não coincidiam com os difundidos, também agora faremos o mesmo com a seriedade idêntica.
Na segunda e terça-feira, 26 e 27 de Abril, foi realizada uma sondagem a nível nacional por uma empresa da especialidade que deu o seguinte resultado:

PS - 34%
PSD - 28%
CDS - 13%
PCP - 10%
BE - 8%

OS IRRESPONSÁVEIS

> Não se compreende tanta irresponsabilidade por parte de José Sócrates e de António Mendonça, quando persistem com as obras públicas faraónicas. São uns verdadeiros irresponsáveis que terão 80 anos de idade quando as novas gerações quiserem enforcar os responsáveis pelo desmando. Não se trata de qualquer perseguição da minha parte. A conclusão sobre esta matéria, retirei-a após ter lido que Portugal está mais próximo da bancarrota.

O MÉDICO


> O médico anda nas bocas do mundo. Por todas as razões. Trabalha de mais. Está de banco horas a mais. Tem horário. Não tem horário. Ganha pouco. Ganha muito. Está de manhã no público e à tarde no privado. Tem consultório onde faz uma fortuna. Não é humano. É solidário. Chega sempre atrasado. É impecável e atencioso. Tem um Porsche. Anda de Metro. Engata a enfermeira. Divorcia-se da colega. Meteu reforma antecipada.
O médico ganha muito dinheiro, mas esquecem-se que estudou muitos anos, especializou-se outros tantos. Sacrificou-se sem horário e é mal pago nos hospitais públicos onde chegaram a ter que enfrentar o disparate de marcar o ponto.
Médicos há muitos. Excepcionais, cientistas, bons, sofríveis e maus. Como em todas as profissões. A última que veio à baila é que os médicos não são portugueses e não prestam. Nos hospitais somos atendidos por moldavos, brasileiros, ucranianos, cubanos, russos, polacos, estónios, checos. Fruticor para frutimazelas. OPS! Mas, se os médicos estrangeiros não prestam, alto lá! e haja Ordem nisto. Ordem mesmo, porque trata-se da Ordem dos Médicos. Se não sabia, fique a saber: todos os médicos em serviço nos hospitais portugueses foram (mal ou bem) CREDENCIADOS pela Ordem dos Médicos... e esta, hein?

RECORDAR MIGUEL LEMOS

> A minha alma ficou parva ao ouvir na Comissão de Inquérito da Assembleia da República uma alusão ao meu saudoso amigo Miguel Lemos, falecido subitamente em sua casa em 2008. E a alusão referia-se ao facto de Miguel Lemos ser na altura da sua morte o director das relações exteriores da Taguspark.
Miguel Lemos sempre foi um homem sério, frontal e justo. Acredito profundamente que se Miguel lemos alguma vez ouviu falar no interior da Taguspark que seria necessário comprar a TVI para calar informação incómoda, que ele seria o primeiro a condenar esses processos e a enervar-se com os métodos pretendidos.
E já não referindo aqui o que competiria à Polícia Judiciária, no sentido de se saber se Miguel Lemos não estaria a ser um fardo para muitos interesses...