Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

80 BALAS


> Considerado um dos maiores cineastas da actualidade, Clint Eastwood completa 80 anos hoje. Ícone do cinema nos anos 60, 70, 80, 90 e 2000, o actor, realizador e produtor passeou por vários géneros (faroeste, drama, policial, guerra, romance), sempre tendo como destaque um trabalho sério e cuidadoso. A cara quase sempre fechada e as falas repletas de mau humor dos seus personagens, no entanto, não escondem outra característica que torna Eastwood um realizador genial: a sensibilidade.

Mesmo depois de ter declarado que não iria comemorar os seus 80 anos e que não queria presentes, o cineasta ganhou uma homenagem da Warner Bros., da qual é contratado desde 1975. A empresa lançou, nos Estados Unidos, a colecção Clint Eastwood, com 35 filmes em que ele trabalhou como realizador e/ou actor. A caixa é composta por 19 DVDs e é o maior já lançado com obras de um único artista. Na seleção, antigos clássicos e filmes mais recentes, como O Desafio das Águias (1969) e Gran Torino (2008).

Fanático por jazz e exímio pianista, o realizador, que nasceu em São Francisco, Califórnia, insere sempre que possível o género musical na trilha sonora das suas longas metragens, que contam também com a sua colaboração como compositor. "Vi uma foto do Clint, no set de As Pontes de Madison, em que ele estava a ajeitar um reflector. Isso é de uma sensibilidade incrível. Se o cinema fosse uma entidade religiosa, o Clint seria um dos santos no altar", diz o realizador Walter Carvalho. Ao todo, Eastwood já dirigiu 33 filmes, o que faz dele um dos cineastas mais produtivos de todos os tempos.

A sua versatilidade influencia cineastas de várias partes do planeta, inclusive do Brasil. Vicente Amorim (Um Homem Bom, 2008) é um deles. "Por causa de Corações Sujos (próximo longa do realizador, que deve ser lançado em 2011) vi e revi Cartas de Iwo Jima (de Eastwood) muitas vezes", diz Amorim. "Um dos actores desse filme do Clint - Tsuyoshi Ihara - é a estrela do meu. Além disso, também usei a mesma tradutora e o mesmo produtor de elenco que ele", afirma o realizador brasileiro, que, em Corações Sujos, contará a história de imigrantes japoneses que acreditavam que o Japão tinha vencido a 2ª Guerra Mundial.

MOURINHO É ASSIM


> O melhor treinador de futebol do mundo é português e já leva mais de 30 anos ligado à modalidade. José Mourinho nasceu para ganhar e gozar o prato dessas vitórias. Gozar como? Ganhou no Porto e foi-se embora. Ganhou no Chelsea e foi-se embora. Ganhou no Inter e foi-se embora. A sua glória é diversificar, quebrar rotinas e enfrentar os detractores, os tais que de futebol sabem menos que o meu piriquito mas compram o lugar de seleccionador.
Mourinho chegou a Madrid e disse que não queria festanças parvas e barulho a mais. Naturalmente. Se ainda não ganhou nada para quê as galactiquices parvas. Mourinho prefere o realismo, a arrogância humilde e as suas qualidades e defeitos”.

HÁ UMA NOVA ISABEL DOS SANTOS

> O que está a dar é ser filho de presidente da República. Em Angola é o que sabemos. A Isabelinha, filha do presidente Eduardo dos Santos, é quase proprietária de vários planetas, incluindo a maior tapada situada no centro de Portugal. A Isabelinha compra empresas, bancos e propriedades como qualquer fumador consome um cigarro. Quando o empresário Américo Amorim avançou para Angola, torci o nariz e pensei que o mais rico dos portugueses (não contando com Rocha Vieira e Carlos Monjardino) iria precisar de alguma cortiça para se aguentar à tona depois do naufrágio. E a verdade é que Amorim já mandou a Isabelinha comer moamba e virou-se para outro filho, desta vez, para o filho do presidente de Moçambique.

A ALDRABICE ESTAVA DE CARAS

> Bem nos parecia que do penico de Chávez não escorria urina nenhuma. José Sócrates foi lá ao beija-mão empurrado pelas empresas portuguesas que estão a arder com milhões das promessas do ditador louco, mas pouco ou nada vai conseguir. A propaganda falou em acordos, em contratos, em obras, em agora é que é, mas qual carapuça gigante... acordos, não é? Contratos, não é? Financiamentos, não é? Se não for a Caixa Geral de Depósitos e o BES (que andam com a corda na garganta) a financiar os contratos não haverá nada para ninguém e até hoje, nada. Os dinheiro da banca existem para aldrabices chavistas?

O CONVICTO

















>
José Sócrates nunca teve qualquer convicção nas teses defendidas por Manuel Alegre. Durante mais de dois anos foi o alvo privilegiado dos ataques do deputado-poeta. A inimizade ficou bem patente ao longo dos tempos e as tentativas de reconciliação através de jantaradas no Guincho mais pareciam a montanha a parir um rato.
Mas, de repente, eis que tudo mudou. O mundo mudou e a sede do Largo do Rato deixou de ser cor-de-riosa para passar a vermelho, cor da estrela da bandeira da Argélia. Talvez, por isso, é que o secretário-geral do PS depois de calar a boca aos contestatários [com a ameaça da perda dos tachos] conseguiu anunciar o apoio a Manuel Alegre com grande "convicção", afirmando: "Apoio Manuel Alegre de forma convicta".

CUIDADO COM OS CAMIONISTAS


> Na passada quinta-feira estávamos certos quando avisámos que o problema dos camionistas era algo de muito sério e muito grave. A decisão dos homens do longo curso com transportes pesados foi entretanto tomada e começaram hoje a rolar nas estradas a 40 kms/hora como forma de protesto contra o desprezo do governo às suas reivindicações mais que justas.
É inadmissível que um governo seja tão cego que não veja os milhões de euros que a nossa economia perde sempre que os camiões portugueses atestam os depósitos de combustível em Espanha. Para o dia 7 de Junho está marcada uma paralisação total com consequências imprevisíveis.

Pág. 1/35