Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

ATÉ O DIRECTOR DO 'DIÁRIO DE NOTÍCIAS'

> Ninguém é perfeito. Apesar de existirem por aí alguns perfeitistas que gostam de bater em todos quantos cometem o mínimo erro na escrita, mesmo os melhores também erram,
Hoje, coube a vez ao próprio João Marcelino, director do 'DN', quando numa passagem do seu "Canal Livre", salienta: "(...) Em qualquer parte do mundo civilizado, o combate ao doping não tem horas nem locais marcados. É um imperativo que todos os verdadeiros desportistas aceitam - porque a maioria deles, os sérios, querem transparência e igualdade de circunstâncias na competição. (...)".

"A maioria quer", né, sô director?

EMPATE NAS SONDAGENS

> Sobre resultados de sondagens verdadeiras que os amigos do PPTAO [que trabalham em empresas do sector] costumam informar, temos uma curiosidade relativa à terceira semana do mês de Julho.
O PS e o PSD encontravam-se em empate técnico com as intenções de voto dos portugueses entre 33% e 35% para os dois partidos.

E O RESTO É CONVERSA

> A decisão, tomada a 4 de Junho pelo vice-procurador-geral da República, Mário Dias Gomes, de ordenar o encerramento do inquérito ao caso Freeport até 25 de Julho comprometeu, segundo os magistrados Vítor Magalhães e Paes Faria, o apuramento cabal de todos os indícios e dúvidas em torno do licenciamento do centro comercial de Alcochete.

A ordem do vice-PGR – que terá tido em conta o facto de o segredo de justiça sobre o inquérito terminar a 27 de Julho – impediu que chegasse, em tempo útil, a resposta às cartas rogatórias enviadas para paraísos fiscais, sobre informação de várias contas bancárias.

Mas sobretudo, impossibilitou a inquirição de José Sócrates, que à data dos factos era ministro do Ambiente, e de Rui Gonçalves, seu ex--secretário de Estado.