Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

tap

 

 

 

 

photo jotaesse by iphone4

 

> Coincidência. Hoje, ao mesmo tempo que o primeiro-ministro estava em S. Bento a anunciar a privatização da TAP, o autor deste blogue captava esta imagem na Avenida do Brasil, em Lisboa, com um avião da TAP a aterrar.

 

1000-485=515:2=257.50

 

> Esta é a fórmula do estão-nos a ir ao bolso. Se deseja saber a quantia que lhe vão retirar do subsídio de Natal, confirme, assim: o total do seu salário ou reforma menos 485 euros. O total divida por dois e o quantitativo encontrado é o numerário que é retirado do subsídio.

Exemplo:

Pensão de 1000 euros (1000-485=515:2=257.50 euros)

Pensão de 4000 euros (4000-485=3515:2=1757.50 euros)

 


seguro

 

> - É pá, o Seguro está chocado com o corte no subsídio de Natal!

 

- E o pessoal está chocado com o Seguro e com o seu partido pelos cortes que fizeram ao país...

 

© jes

passos no parlamento pela primeira vez

 

> O novo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho inscreveu o dia 30 de Junho de 2011 na história da sua carreira política. É a data em que interveio pela primeira vez na casa da democracia. No parlamento português, Passos Coelho, ao usar da palavra disse muito do que os portugueses aguardavam.

Exemplo:

- "Seremos implacáveis na redução da despesa do Estado".

- "É nossa convição que nada se faz sem o esforço de todos"

 

é imperioso privatizar a rtp

 

 

> Já chega! São milhões de euros por semana para sustentar a RTP. Pago pelos portugueses, os mesmos que apertam o cinto há três anos de uma forma insustentável. Exige-se que o novo governo privatize o canal 1 da RTP. Há que ter coragem de enfrentar os barões da SIC e da TVI. Quando lhes foi concessionada a licença de operadores de televisão nunca lhes foi garantido que não haveria mais qualquer canal privado em Poertugal.

Nesse sentido, impõe-se que a RTP deixe de ser um fardo oneroso e inapropriado. Com uma programação de má qualidade e sem interesse, a RTP bateu no fundo em muitos aspectos. O meu Sindicato é contra a privatização, mas neste caso estou abertamente contra a posição do Sindicato dos Jornalistas. Na RTP também já é tempo de outros "barões", alguns com capa de sindicalistas, deixarem a teta da vaca e de pensarem que o dinheiro do povo pode servir para todos os desmandos.

Pág. 1/33