Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

A casa da mãe de José Sócrates

Lamento profundamente ler nos jornais tanta imbecilidade. Aliás, a vida está tão difícil que a partir deste primeiro de Fevereiro é-me impossível comprar mais do que um jornal e, neste sentido, serei mais um a colaborar para o encerramento de alguns, esperando que os primeiros a fechar sejam os pasquins.
Pela frente de alguns olhos esbugalhados e pelo interior de ouvidos ressonantes repassou a notícia de que a senhora mãe do primeiro-ministro José Sócrates teria comprado uma casa através de uma empresa sediada em offshore. Manchete, abertura de noticiários, reportagem especial de investigação SIC/Expresso, enfim, o costume da actualidade para angariar audiências de modo selvático. Foi dado a entender ao povinho que a senhora teria cometido um "crime", possivelmente com dinheiro relacionado com as "luvas" que o sobrinho teria recebido do Freeport.
Ao que nós chegámos é profundamente lamentável. Jornalismo, não é? Investigação, não é? Só se for na tasca do tio Manel ou no centro comercial Colombo.

Em primeiro lugar, estou à vontade a escrever isto porque sou um crítico das políticas de José Sócrates. Mas, sempre defendi a verdade dos factos e notícias com fundamento. Se calhar estive errado e fiz mal ao longo da vida. Se tivesse optado pelo contrário, estava hoje podre de rico ou já tinha um "tacho" na agência Lusa. Recordo-vos que um dia, noticiei algo bem fundamentado acerca de um tipo poderoso e fiquei de pernas cortadas para sempre.

Todavia, fundamentar o que se escreve é essencial e, por essa razão, é que quero dizer-vos hoje aqui no meu blogue que a senhora mãe de José Sócrates já devia ter tomado uma posição contra todos aqueles que a insultaram com a estória da compra da casa com dinheiros sabe-se lá oriundos de onde. Acontece que a senhora é rica, riquíssima e não é de agora. A senhora mãe de José Sócrates pode, se o quiser, comprar uma, duas ou as casas que entender. Para aqueles que não sabem o que é investigação e que nem se dão ao trabalho de perguntar quem é a senhora, eu digo-lhes: a senhora mãe de José Sócrates é filha de um homem que ao longo da vida trabalhou na exploração do volfrâmio nas minas do Norte de Portugal. O seu pai ficou rico, muito rico, riquíssimo e quando faleceu deixou uma fortuna incalculável à senhora mãe de José Sócrates e a outros filhos de um seu segundo casamento. Quando o seu pai optou pelo segundo casamento, a senhora mãe de José Sócrates não se deu bem com a madrasta e preferiu ir viver, entre os anos 40 e 50 para Cubal-Angola. A senhora mãe de José Sócrates casou com um arquitecto de prestígio na cidade da Covilhã de quem se viria a divorciar, resultando do facto, mais um avultado recebimento pecuniário. A senhora mãe de José Sócrates, que apesar de praticar a religião "Testemunhas de Jeová", tem o prazer de participar em repastos com amigas católicas e com as quais desabafa sobre os mais diversos assuntos da sua vida. A senhora mãe de José Sócrates é muito, mesmo muito rica e as suas amigas sabem bem que até já ofereceu uma casa a cada um dos filhos.

Se esses grandes "especuladores" das notícias quiserem mais alguns detalhes eu posso dar-lhes... mas, só se pagarem! Chega de borlas...
por João Severino às 15:30
link do post | comentar | favorito
partilhar
pauladas:
De JR a 1 de Fevereiro de 2009 às 18:39
Amigo João Severino
Dá-lhes na cabeça que esses pseudo jornalistas de meia tigela bem o merecem.
Vão na primeira história que lhes aparece, desde que seja para falar mal de alguém, sem a mais leve preocupação pela investigação da fundamentação e veracidade dos factos que lhes são reportados.
Uma primeira página apelativa, mesmo que contendo uma edionda mentira, é o princípio "ético" da sua orientação profissional.
Para eles uma mentira cem vezes repetida passa a constituir uma verdade insufismável.
Um grande abraço
J.R.
De F. Pessoa a 1 de Fevereiro de 2009 às 19:21
A senhora não comprou uma casa em offshore, mas sim uma casa duma empresa sediada em offshore, o que é completamente diferente e que até agora tem sido a moda de muitos proprietários domiciliarem as suas empresas em offshore completamente legais...
Mas quem não sabe é como quem não pensa...
De Karocha a 1 de Fevereiro de 2009 às 21:21
Caro João Severino

Presumo então do que li aqui, a razão do Sr. PM ter a declaração que tem,no TC.
Abraço
De Anónimo a 1 de Fevereiro de 2009 às 21:47
Informação séria. Parabéns.
De d3099 a 2 de Fevereiro de 2009 às 03:29
Bom mais uma vez dou a mão á palmatória excelente post, o amigo João está a mudar,é uma campanha vergonhosa que estão a fazer ao homem, os da tvi até metem nojo,o que estão a fazer é que o fetiço se vire contra o feiticeiro,e o povo lhe dê mais uma maioria
De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2009 às 10:03
Ao d3099
você não conhece o João. Ele não está a mudar. Sempre foi assim. Bate em quem tiver de bater e elogia quem merece ser elogiado. Por isso, se lixou.
De O Raio a 2 de Fevereiro de 2009 às 17:06
Pois é, a Mãe do J. Sócrates comprou uma casa e o proprietário era um empresa off-shore. E depois?
Onde está o problema?
O que é inadmissível é que este facto banal tenha servido para um título gordo numa primeira página qualquer...
De José Luiz Sarmento a 15 de Fevereiro de 2009 às 21:15
Esta é uma versão da história que eu já tinha lido e ouvido. Não tenho razão nenhuma para acreditar nela.

Outra versão que já li e ouvi é a que apresenta a senhora como uma antiga mulher a dias que apareceu inexplicavelmente próspera. Também não tenho razão nenhuma para não acreditar nela.

Não conheço pessoalmente a senhora nem tenho acesso a nenhuma documentação pertinente: vou ter que continuar no meu estado de ignorância sobre a riqueza ou a pobreza da senhora. Isto não me incomoda especialmente, porque a situação económica da mãe é, quanto a mim, completamente irrelevante para avaliar os méritos ou deméritos do filho.

No entanto, há algumas coisas que eu sei. Uma delas, é que há por aí muito boa gente com biografias fabricadas: há mesmo especialistas nestas fabricações. A segunda, é que José Sócrates é trapalhão e trafulha, como abundantemente tem demonstrado. Isto não significa que seja corrupto, mas é forçoso reconhecer que da trafulhice à corrupção o passo não é muito grande. A terceira, é que o nível cultural de José Sócrates, e particularmente os projectos que assinou e dos quais todos vimos fotografias, não bate lá muito certo com a imagem de menino de boas famílias que sempre procurou transmitir. Não consigo imaginar «dinheiro velho» a projectar aqueles horrores. A quarta, é que a presunção de inocência tem o seu lugar nos tribunais, onde queremos evitar, como gente civilizada que somos, que se punam inocentes. Na política, o que tem lugar é a presunção de culpa: afinal o que o candidato quer não é evitar um castigo, mas obter uma recompensa, e para isso cabe-lhe a ele provar que a merece.

De modo que a minha conclusão é não concluir nada. Talvez uma das histórias seja verdadeira, talvez a verdadeira seja a outra, talvez sejam ambas falsas.

Mas gostava muito, muito, muito, de ter acesso, não só às contas bancárias de José Sócrates, como às dos seus familiares directos. Chamem a isto uma curiosidade malsã, se quiserem.
De Alberto a 30 de Novembro de 2015 às 16:09
Já que a senhora mãe de José Sócrates é muito rica, por herança de seu pai, como se explica que, na Covilhã, na década de 60, fosse habitar no Bairro (camarário) da Estação, então um arrabalde distante do centro da cidade?
Já que a senhora é assim tão rica por herança paterna, porque não se publica a «Relação de Bens» apresentada nas Finanças por morte de seu pai para efeitos de liquidação do respectivo Imposto Sucessório então em vigor?
Assim se esclarecia a origem da suposta riqueza ...
De José Luiz Sarmento a 15 de Fevereiro de 2009 às 21:22
Caro Raio:

O problema é que tem sido noticiado que o andar foi vendido pela offshore a um preço inferior ao da compra - o que configura um tratamento de favor. Pode ser que esta notícia seja mentira - mas neste caso, porque diabo é que o jornalista não foi processado?

E porque é que Sócrates, que se quisesse podia muito bem sair desta história toda em 24 horas e a cheirar a rosas, não se defende com os factos? Porque é que foge às questões? Porque é que fala em cabalas e campanhas negras? Não perceberá ele que indo por aí só se enterra mais?
De O Raio a 16 de Fevereiro de 2009 às 12:28
Caro José Luiz Sarmento,

O que tem sido noticiado são só vagas suposições, mais nada.
Quanto aos tais factos, Sócrates é político há mais de dez anos e as suas declarações de rendimentos, patrimónios, etc. estão no Tribunal Constitucional.
O que é curioso nisto tudo é que ainda não vi nenhum jornalista andar a estudar estas declarações para ver se lá encontrava discrepâncias.
Depois isso de processar jornalistas por tudo e por nada deve ser evitado pois, muitas vezes, só serve para ampliar o que o jornalista escreveu, mais nada.
Além de custar dinheiro...
Custa-me andar para aqui a defender o Sócrates que eu considero não passar de um mandarete ás ordens de poderes estrangeiros mas, estas campanhas, só servem para desviar os portugueses do que realmente interessa.
E o que interessa é que Portugal meteu-se num buraco com a adesão à UE e ao Euro e só com muito sacrifício poderá sair desse buraco.
E interessa também saber que não será com o Sócrates, político obediente a poderes estrangeiros, que Portugal poderá evoluir. Nem com Sócrates nem com Manuela Ferreira Leite que me parece conseguir fazer o milagre de ainda ser pior do que o Sócrates.

Um abraço

Comentar post

pptao

Um blogue onde deixarei simples observações sobre o que vai acontecendo à nossa volta neste mundo global. Também serve de contacto com imensas pessoas que gostaram de mim. O título do blogue? Porque sempre fui "pau para toda a obra". Obrigado por ter vindo. “Morrendo estou na vida, em morte vivo; / vejo sem olhos, e sem língua falo; / e juntamente passo glória e pena.”, Camões

arte

João Eduardo Severino

Create Your Badge

a frase

"A vida é muito curta para termos inimigos"
Ayrton Senna

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

favoritos

Quatro anos depois

pessoalmente

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

cv

Jornalista com a Carteira Profissional nº 278. Já restam poucos do meu tempo. Como último cargo fui director e proprietário do diário 'Macau Hoje'. Pode ler o meu CV completo na primeira mensagem de Outubro de 2007.

subscrever feeds

tags

todas as tags