Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

carmindices

 

 

 

KHADAFI, PALHAÇO LOUCO E AMIGO DE SÓCRATES
Carmindo Mascarenhas Bordalo*
> Em 15 de Abril de 1986, o Presidente norte-americano Ronald Reagan ordenou o bombardeamento aéreo da Líbia, já então governada há 17 anos por Khadafi. Fartos do envolvimento líbio no terrorismo internacional, os EUA, apoiados pelo governo britânico da formidável Sra. Thatcher, davam uma lição àquele a que Reagan, nos seus diários (já publicados em português), chamava "palhaço louco".
O terrorismo patrocinado pela Líbia diminuiu consideravelmente, apesar do atentado de Lockerbie, em 1988. Mas as alminhas do costume condenaram a intervenção.
Já de garras escondidas (não fosse algum sucessor de Reagan voltar a partir-lhe os dentes), Khadafi dedicou-se a manter o seu poder interno, reprimindo duramente o povo líbio e vendendo petróleo.
Claro que, para Sócrates, na sua política externa anti-semita e pró-regimes endinheirados, Khadafi é um amigo. E aproveitou a nova máscara de cordeiro do tirano para andar de braço dado com ele. Leia-se aqui (http://publico.pt/1234473: "Apesar de a Líbia ter representação diplomática em Lisboa há 25 anos, só este mês o ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral, anunciou para 2006 abertura de uma embaixada portuguesa em Tripoli") e aqui (http://publico.pt/1453999: "O primeiro-ministro fez hoje uma noitada em Tripoli a assistir à cerimónia de aniversário da revolução líbia, depois de ter tido uma reunião política") .
Depois das quedas de Ben Ali e de Hosni Mubarak, Khadafi luta desesperadamente pela sobrevivência política, voltando a massacrar os líbios. Ironicamente, recorre a bombardeamentos aéreos, como tanto criticou a Reagan e Thatcher.
A quem beneficiou a amizade de Sócrates? Aos mais de 600.000 portugueses desempregados?
Aos estudantes universitários que deixam de poder estudar com os cortes nas bolsas?
Aos jovens que caíram nas malhas da precariedade e cujo drama até já se tornou mote de uma música?
Portugal está cada vez pior. Não foram os negócios de Sócrates com o "palhaço louco" que o evitaram. Os petro-dólares líbios certamente encheram o bolso de alguém, mas não do povo português.
*Professor Catedrádito Jubilado
por João Severino às 10:49
link do post | comentar | favorito
partilhar
pauladas:
De a.marques a 22 de Fevereiro de 2011 às 12:15
PERGUNTAR OFENDE?
Algum senhor jornalista fará o favor de perguntar (de caras) ao nosso 1º ministro se admite conceder asilo político a Kadhafi e com local á escolha para montar a tenda? E como vai ficar essa coisa dos amigáveis negócios? Ou será que só existe autorização para perguntas de catálogo sujeito a aprovação prévia? Questioná-lo pode ofendê-lo? Anda tudo acagaçado ou quê? Não se deixem intimidar pelo afundamento (provocado?) do "plano inclinado". E perante a sistemática agressividade perante questões que lhe mordem, quando é que finalmente lhe lembram energicamente que não é ele que faz as perguntas?

Comentar post

pptao

Um blogue onde deixarei simples observações sobre o que vai acontecendo à nossa volta neste mundo global. Também serve de contacto com imensas pessoas que gostaram de mim. O título do blogue? Porque sempre fui "pau para toda a obra". Obrigado por ter vindo. “Morrendo estou na vida, em morte vivo; / vejo sem olhos, e sem língua falo; / e juntamente passo glória e pena.”, Camões

arte

João Eduardo Severino

Create Your Badge

a frase

"A vida é muito curta para termos inimigos"
Ayrton Senna

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

favoritos

Quatro anos depois

pessoalmente

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

cv

Jornalista com a Carteira Profissional nº 278. Já restam poucos do meu tempo. Como último cargo fui director e proprietário do diário 'Macau Hoje'. Pode ler o meu CV completo na primeira mensagem de Outubro de 2007.

subscrever feeds

tags

todas as tags