Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

ponte salazar foi abaixo

 

> Numa noite luminosa na capital lisboeta o tráfego na Ponte Salazar-Ponte 25 de Abril-Ponte Sobre o Tejo flui normalmente. Alguns veraneantes regressam da praia da Costa de Caparica após o jantar. Um autocarro inicia a travessia da ponte com cerca de 25 passageiros. A dado momento, um paquistanês aproxima-se do condutor, dá-lhe um murro e esfaqueia-o no peito, gritando-lhe: "Continua! Quero o autocarro no meio da ponte!". O condutor não obedece, sentindo o sangue a escorrer trava o andamento e bloqueia o autocarro no tabuleiro da ponte. Abre as portas para que os passageiros possam sair. O terrorista continua a ameaçar o condutor para guiar o veículo pesado até ao centro do tabuleiro. Entretanto, chega um carro sem matrícula com dois encapuzados, entram no autocarro, depositam duas caixas de explosivos, abandonam o autocarro juntamente com o agressor do motorista, sem que antes matem o condutor. O carro dos terroristas abandonou a ponte a grande velocidade. Passados cinco minutos, os explosivos no interior do autocarrro provocaram uma tremenda explosão resultando uma enorme destruição do tabuleiro e deixando um rasto de morte e de terrorismo à semelhança das torres gémeas de Nova Iorque.

 

(FICÇÃO)

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.