Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

A ÚLTIMA ASNEIRA DE RAMOS-HORTA

 

 

> Em final de mandato esperava-se de José Ramos-Horta uma saída airosa, digna e com as melhores recordações registadas pelos factos presenciados ao longo dos dias em que ocupou o cargo de Presidente da República de Timor-Leste. Como diz o povo, no melhor pano cai a nódoa e o Nobel da Paz resolveu fazer borrada na hora da despedida. Não haverá cão nem gato que não vá ser condecorado pelo Presidente Horta. Qual a intenção? Deixar tudo e todos contentinhos? Deixar boa imagem? Deixar boa memória? Deixar a boca adoçada para que ao virar da esquina lhe espetem de novo a faca nas costas? Condecorar este, aquele e aqueloutra não tem brio nem dignidade. Para além do mais, uma condecoração só deve existir quando é merecida.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.