Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Eleições em Timor-Leste

 

 

> Decorreram hoje as eleições legislativas em Timor-Leste. Das duas dezenas de partidos, apenas três estão a ser considerados para a possibilidade de formar governo. Segundo os últimos resultados que estão a ser escrutinados nos 13 distritos, o CNRT (Xanana Gusmão), a Fretilin (Mari Alkatiri) e o PD(Lasama-Ramos Horta) estão a disputar a liderança dos votos. No entanto, na parte oriental do país encontra-se a Fretilin à frente, enquanto a primazia na parte ocidental pertence ao CNRT. O PD ficará possivelmento no 3º lugar. Até ao momento de registar uma surpresa vinda de um novo partido - o KHUNTO - formado à base de dirigentes de associações de artes marciais. Contudo, a aliança governativa deverá centrar-se na coligação da Fretilin com o PD, podendo José Ramos-Horta vir a ocupar o cargo de primeiro-ministro e Mari Alkatiri a cadeira de presidente do Parlamento. No caso do CNRT vencer como partido mais votado, Xanana tem várias opções para a aliança governativa tais como o KHUNTO e a Fretilin Mudança de José Luís Guterres.

 

Já não há delegado da RTP

 

O delegado e correspondente da RTP/Antena 1 em Timor Leste, Francisco Piedade, ter-se-á demitido do cargo, segundo informa o blogue Página Global. Esta plataforma da net publicou hoje a seguinte notícia:

 

A delegação de Timor-Leste da RTP será a primeira a encerrar portas, de acordo com o plano da empresa. O encerramento da delegação até ao final do ano e a escassez de meios humanos disponibilizados para a cobertura do 10º aniversário da independência, terão levado o delegado, Francisco Piedade, a bater com a porta.

Ao longo dos anos a RTP tem desinvestido no país de forma visível, mas ninguém fala no assunto. A rádio RDP Internacional chegou a ter um programa semanal feito de Díli, estúdios próprios, emissores em Baucau, programação própria. Tudo isso desapareceu a bem da contenção orçamental. Restam uns miseráveis emissores de rádio que servem a capital, que falham diariamente.
E ninguém parece estar atento a mais este assalto às obrigações públicas do estado português. Por ocasião do aniversário da independência, por duas vezes, o presidente cessante e o atual, condecoraram a empresa portuguesa.
A RTP parece ser cada vez menos atrativa e cumpridora dos seus desígnios. O correspondente bateu com a porta, mas ao que tudo indica, tenciona ficar em Timor. Será porque se fala no nascimento de uma nova televisão no país? É esperar para ver, contando que até lá não se lembrem de encerrar igualmente o Timor Contacto, ou a Agência Lusa.

 

 

Última hora (16.30 Lisboa):

 


 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.