Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

MACAU sempre na berlinda

A ida a Macau de governantes e deputados portugueses foi um fartote ao longo dos anos de administração portuguesa. E o que iam lá fazer? Nada, a não ser se sacavam algumas patacas para a compra de uma vivenda e de um Mercedes, além das jóias para as esposas, amantes e secretárias adquiridas de borla nas lojas da Avenida Almeida Ribeiro, porque depois o governo macaense pagava. Outros foram mais espertos. Deslocavam-se a Macau para confirmarem as contas offshores e para verem se os seus milhões estavam em ordem. Hoje, é Luís Filipe Menezes que está na berra porque colocou na offshore de Macau do Banco Comercial de Macau a quantia de 2 milhões de euros em nome do pai e do filho. Mas quantos Menezes têm lá milhões? Até ex-primeiros-ministros se têm servido de Macau para "lavar" os dinheiritos que escorregaram em ajustes directos, PPP's e licenças para resorts. Macau "lava" bem, mas há uma questão que não se entende. A Polícia Judiciária portuguesa fala português obviamente e a Polícia Judiciária de Macau idem idem aspas aspas. Então, porque não existe uma maior cooperação entre as duas entidades judiciais de investigação a fim de se descobrir quem tem andado a encher o saco à base de Macau?

Screen Shot 2018-11-12 at 09.49.06.png