Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Na política não vale tudo

O vereador da CML Ricardo Robles decidiu ser do Bloco de Esquerda. Este partido tem um estatuto e um programa político muito sui generis. Para se ser do BE não se pode ser especulador imobiliário. Não pode e não deve. Tem de haver princípios de seriedade política que não contradigam o que se apregoa na prática política. O Robles pintava paredes e manifestava-se contra a especulação imobiliária e simultaneamente enriqueceu à custa do lugar que ocupava no partido. Errado. Luís Fazenda deu-lhe uma lição de caixão à cova e o Robles pediu logo a demissão. Aliás, devia ter-se demitido no mesmo dia em que saiu a notícia no Jornal Económico. A mini-carreira política de Robles ficou manchada por várias razões e o conluio com a máquina camarária que conseguiu conquistar chegou ao cúmulo de conseguir um estacionamento exclusivo de tuk-tuk's mesmo em frento ao seu prédio de Alfama destinado a Alojamento Local. Na política não pode valer tudo e é por estas e outras que a abstenção já vai nos 51,2%.

img_5725_770x433_acf_cropped.jpg