Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Bocas na rua (143)

- É pá, a livraria Byblos fechou!
- Está nos conformes!
- Não te percebo!
- É um encerramento a condizer com a cultura do Ministério da tutela...
- Não te percebo!
- Como disse o ministro Ribeiro, sem credibilidade...

Joaquim Vieira dirige Fotobiogafias do Século XX

O 'Círculo dos Leitores' vai apresentar ao público no próximo dia 7 uma nova obra sob o título de capa "Fotobiografias do Século XX", um trabalho que foi dirigido pelo jornalista Joaquim Vieira. Este novo livro contém um espólio importante sobre a vida e obra de várias figuras portuguesas, nomeadamente, Amália Rodrigues, Fernando Pessoa, Vasco Santana e José Afonso entre outros.

O livro é cultura (9)




A Assírio & Alvim convida-o(a) a assistir ao lançamento da 2.ª edição:

Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal - Peixes Dulciaquícolas e Migradores, Anfíbios, Répteis, Aves e Mamíferos

A apresentação do livro será feita por Jorge Palmeirim, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Henrique Pereira dos Santos, do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade.

Dia 25 de Setembro, quinta-feira, pelas 19.00h, na livraria Assírio & Alvim - Rua Passos Manuel, 67-B.

«O presente Livro Vermelho seguiu o novo sistema de avaliação e classificação de espécies ameaçadas da IUCN (versão 3.1:IUCN 2001) e as recomendações elaboradas para a sua aplicação (IUCN 2003, 2004b). Este sistema de avaliação permite estimar a probabilidade de extinção de cada espécie num determinado período, tendo em conta as condições passada, actual e futura. Para tal, tem em consideração processos externos (influência humana), factores internos (características biológicas) e a sua interacção. Este novo sistema de classificação integra 11 categorias bem definidas e estruturadas, das quais se destacam: Extinto (EX), Extinto na Natureza (EW), Regionalmente Extinto (RE), Criticamente em Perigo (CR), Em Perigo (EN) e Vulnerável (VU), Quase Ameaçado (NT) ou Pouco Preocupante (LC). Os Livros Vermelhos têm sido reconhecidos pelas entidades responsáveis pela conservação da natureza, as organizações não-governamentais, a comunidade científica e os decisores de projectos com incidência no ordenamento e gestão do território, como elementos de consulta e instrumento de apoio à tomada de decisão de inegável utilidade. Neles se indica o estatuto de ameaça das espécies selvagens, de acordo com critérios quantitativos para avaliar níveis de risco de extinção e, ainda, informação sobre populações, causas de ameaça e medidas de conservação. Estes são documentos em permanente actualização, reflectindo cada edição o melhor conhecimento científico disponível, e a sua elaboração deve ser considerada como uma tarefa de interesse público e mobilizadora de todos os que disponham de informação relevante e actualizada para a avaliação do estatuto das diferentes espécies. Um Livro Vermelho é ainda uma chamada de atenção e uma tomada de consciência perante a diminuição da diversidade biológica à escala global.» in Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal - Peixes Dulciaquícolas e Migradores, Anfíbios, Répteis, Aves e Mamíferos

Sem cultura

O ministro da Cultura foi a uma escola oferecer livros. Descansem, que Pinto Ribeiro não levou o novo livro de Manuel Alegre. Isso já seria um acto de cultura e o ministro estava ali para um acto de propaganda. O senhor falou, falou, falou e as crianças não perceberam nada. Eram crianças sem cultura...

Satisfeito

Com grande satisfação leio hoje no DN a notícia sobre o Clube dos Livros que há dias disponibilizei aqui no PPTAO, acerca dos descontos que as pessoas terão ao adquirir livros escolares se entregarem ao Clube livros usados de anos lectivos anteriores.