Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

ISTO É GRAVE

 

 

> O semanário 'Sol' faz manchete que o presidente da EDP puxou a venda da empresa para os alemães. Mexia não podia preferir uns em detrimento de outros, quando se sabe que os chineses e brasileiros também estavam interessados no bolo. E quem sabe se angolanos também. Ou será que esta manchete é mesmo para queimar a hipótese "alemães" precisamente porque os angolanos ainda não estão fora do combate? E será que no 'Sol' já se recebem ordens dos patrões para as manchetes?...

 

O 'SOL' VIROU TABLÓIDE INGLÊS

 

 

> O semanário 'Sol' já tinha pouca credibilidade junto do público consumidor de jornais e depois de nunca ter conseguido ser uma publicação de referência. Agora, parece que a sua opção vai no caminho mais fácil. Tentar vender mais à base dos temas populistas que em nada prestigiam o semanário. Hoje, com esta capa, o 'Sol' ganhou umas centenas de leitores do mesmo tipo daqueles que consomem a 'Casa dos Segredos', mas perdeu outros milhares que preferem os jornais que falem dos seus problemas económicos, sociais e políticos. Será que os angolanos (donos do jornal) também gostam de estripadores?...

 

diamantes

 

> O assistente de treinador de futebol Carlos Queiroz em vez de se dedicar à aprendizagem do treinamento da modalidade, para que um dia pudesse ser treinador, não, incrivelmente, dedica-se à... pesca? não, mas à exploração de diamantes em Moçambique. A história está na edição de amanhã do 'Sol'.

 

grande verdade

 

> "Foi a primeira vez que trabalhei com um político que disse o que pensava e ganhou" – diz brasileira responsável pelo marketing da campanha de Pedro Passos Coelho

 

 

 

 

PAU COMMENTS

 

 

De a.marques a 9 de Junho de 2011 às 08:06
Participação cívica de um cidadão que também diz o que pensa cá no Pau:
-Vice 1º Ministro e das Finanças, Carlos Costa
-Governador do Banco de Portugal, Victor Bento
-Ministro dos Graus de Ensino e Formação, Nuno Crato
-Ministro do Trabalho e Assuntos Sociais (a designar)
-Secretário de Estado da Presidência do Conselho e
Relações Parlamentares (a designar)
-Ministro da Área Económica e Tecnológica (a designar)
-Paulo Portas (entre terra, mar e ar)
Nota: Máximo de 12 pastas ministeriais em fase de
ultimação

uma 'vista d'olhos' pelos jornais

 

 

> A campanha eleitoral para as legislativas e o jogo da final da taça entre o Vitória de Guimarães e o FC Porto são os destaques que dominam as primeiras páginas dos diários de hoje.

«Passos [Coelho] pede ao CDS que diga ‘não’ ao PS, [Paulo] Portas responde que é o PSD quem diz ‘nim’», realça a manchete do Público, salientando que a «polémica entre o PSD e o CDS marca arranque da campanha».

O Jornal de Notícias (JN) faz uma «análise do estado dos líderes» partidários e o Correio da Manhã (CM) descreve que, «por uma refeição», imigrantes indianos e paquistaneses «seguem o primeiro-ministro pelo país», apesar de «não falarem português nem poderem votar».

Numa breve nota sobre a campanha, o Diário de Notícias (DN) afirma que o ex-líder do PSD Pedro «Santana [Lopes] passa de crítico a apoiante de Passos» Coelho.

Em manchete, o CM destaca que as «Receitas do tabaco caem 164 milhões», salientando que os portugueses cortaram nos cigarros após a subida do imposto.

O CM realça ainda a beatificação da freira portuguesa Mãe Clara, numa cerimónia em Lisboa, assunto que também foi acompanhado pelo DN e pelo JN, que destacam que a cerimónia teve a presença de Maria Cavaco Silva.

«Pais da jovem morta no dia da defesa não perdoam ao Exército» e vão para tribunal, realça a manchete do DN, enquanto, sobre o mesmo assunto, o CM acrescenta que os pais da jovem que morreu em Gaia durante exercícios do Dia da Defesa Nacional, «pedem o fim de provas radicais».

O JN afirma que «um milhão [de portugueses] já trabalha acima das 41 horas» semanais e relata o caso de um médico que está de baixa no hospital da Guarda e ao mesmo tempo «ganha dinheiro na privada».

O Público realça ainda que «Portugal é um país de gestores e engenheiros», segundo dados da agência de avaliação do ensino superior, e destaca que «Metade dos agricultores [portugueses] tem mais de 65 anos», o que faz deles os mais velhos da Europa.

No plano internacional, o Público realça ainda que em Madrid um «protesto inédito marca eleições que assinalam o fim do ciclo socialista».

Os diários desportivos, o CM e o DN destacam que o administrador da SAD do Sporting, Luís Duque, está em litígio com a administração e ameaça deixar o clube.

Tema comum aos jornais, desportivos ou não, é o encontro do final da taça de Portugal, que hoje se realiza, entre o Vitória de Guimarães e o FC Porto.

A Bola destaca que o «Guimarães tem o sonho de travar a onda azul», O Jogo que o treinador do Porto, André Villas-Boas, terá um «Lugar na História» se vencer o quarto título da época, «que escapou até a Moutinho», enquanto o Record salienta que o treinador portuense considerou que esta será «uma oportunidade histórica».

Lusa / SOL

 

uma 'vista d'olhos' pelos jornais

 

 

> A prisão do director do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, e os efeitos da crise em Portugal dominam hoje as primeiras páginas dos jornais portugueses.

«Prisão de director do FMI choca o mundo e priva zona euro do seu maior aliado», titula o Público, referindo-se a Strauss-Khan, detido pela polícia a bordo de um avião da Air France sob a acusação de tentativa de agressão sexual a uma funcionária de um hotel nova-iorquino.

O i também destaca a detenção de Strauss-Khan com o título «Líder do FMI outra vez envolvido em escândalo sexual. Arrisca 15 anos de prisão».

Sobre a crise em Portugal, o Jornal de Negócios refere que os «Juros da troika ameaçam metas da dívida pública», sublinhando que o «Crescimento da economia será inferior às taxas cobradas» e que «Portugal, Irlanda, Grécia e Itália devem mais do que produzem».

«Troika vem a Lisboa para aprovar programa do próximo Governo», indica o Diário Económico, segundo o qual o objectivo da visita é garantir que o executivo «cumpre as metas fixadas» e «definir o corte na taxa social única».

O Jornal de Notícias titula que com a crise «Há 559 mil que já não pagam o que devem», garantindo que «cresce o número de pessoas incapazes de pagar dívidas de crédito ao consumo» e que a «Deco alerta para (o) sobreendividamento crescente entre os funcionários públicos».

«Pensões douradas custam 350 milhões» de euros, a «verba gasta por ano com 5.059 reformados» foi a manchete hoje escolhida pelo Correio da Manhã.

O Diário de Notícias alerta que «Filhos adultos levam pais a tribunal para continuarem a ser sustentados», explicando que «No ano passado, 104 jovens com mais de 18 anos processaram os familiares para receberem pensão de alimentos».

Nos desportivos, o Benfica domina as primeiras páginas. «Aimar agredido na Luz» é o título do Record, segundo o qual o jogador argentino foi alvo da ira dos adeptos após o jogo com a União de Leiria.

O Jogo e A Bola concentram-se na contratação do guarda-redes do Sporting de Braga: “Artur voa para a Luz” e “Artur acertou contrato com o Benfica em Lisboa”, titulam os dois jornais, respectivamente.

Lusa/ SOL

 

uma 'vista d'olhos' pelos jornais

 

 

> As medidas de austeridade elaboradas pela troika e a apresentação do programa eleitoral do PSD, nomeadamente as rescisões por mútuo acordo na Função Pública e a privatização da Caixa Geral de Depósitos, dominam hoje as manchetes dos jornais.

O Diário Económico destaca “PSD quer rescisões por mútuo acordo na Função Pública”, “Reformas no Banco de Portugal duplicam em 2010” e “Eni quer alemão na Galp para o lugar de Ferreira de Oliveira”.

Em manchete, o Jornal de Negócios escreve “Taxa social única tem de diminuir no próximo ano”, “PSD vai ‘muito para além’ do plano da troika” e “Carros dados pelas empresas a trabalhadores na mira do IRS”.

O jornal i destaca “Passos Coelho insiste em privatizar a Caixa Geral de Depósitos” e “Ensinámos os ingleses a beber chá e agora Londres não nos quer emprestar dinheiro”.

Na primeira página, o Diário de Notícias realça “’troika’ manda cortar salários para aumentar produtividade”, “PSD propõe que horas extras sejam pagas com folgas e férias” e “Hospitais privados crescem 23 por cento e facturam 823 milhões”.

“Médicos e juízes com produção vigiada” é a manchete do Correio da Manhã, salientando que esta é mais uma “exigência da troika ao Governo”.

O diário destaca ainda a vitória do Benfica frente ao Rio Ave (1-2) com o título “Cardozo tira águia do coma” e “Função Pública: PSD quer rescisões amigáveis no Estado”.

O Público destaca “Reino Unido relutante em entrar no resgate financeiro a Portugal” e “Egipto leva confrontos religiosos a tribunal militar: Ataque de salafitas a igreja cristã copta faz 12 mortos e 232 feridos”.

O Jornal de Notícias titula “Judiciária andou a vigiar e escutar inspectores”, “Peregrinos limitam sofrimento” e “Passos promete cortes profundos no Estado”.

Os jornais desportivos destacam a conquista do 25.º título de campeão de futebol pelo FC Porto e a vitória do Benfica frente ao Rio Ave (1-2) com os títulos “Festa depois da sesta” (O Jogo), “Benfica defende honra e vence com bis de Cardozo: Golos para estrangeiro ver” (A Bola) e “Golo 100 do paraguaio entrou a 92 km/h: Cardozo ainda sabe marcar” (Record).

 Lusa/SOL