Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

nova pide?

 

> A PSP parece que ultrapassou os limites da decência democrática e os parâmetros constitucionais em vigor. O sistema da base de dados contém informações sobre origem étnica, fé religiosa, filiações partidárias de cidadãos e está ilegal.

 


na psp a coisa está preta

 

 

> A PSP, vai não vai, é notícia pelos piores motivos. Os agentes fartam-se de chamar à atenção dos responsáveis que não têm condições de trabalho, que arriscam a vida e depois eles é que sofrem as consequências, que a pressão é enorme devido ao salário baixo bem como outros lamentos. Os seus alertas têm sido passados para as calendas através dos orifícios de ouvidos surdos.

Factos tristes recentes a dar que pensar: ontem, um agente, na Musgueira-Lisboa, disparou e matou um ladrão [tudo indicando que tem a carreira e a vida arrumadas]. Hoje, outro agente, em Almada, pegou na pistola e suicidou-se. Hum...

SATISFAÇÃO

> Quem tem acompanhado o que neste blogue se tem proposto nos mais diversos quadrantes do nosso quotidiano, lembrar-se-á que sempre defendemos que Portugal deveria ter apenas uma Polícia Nacional, à semelhança de Espanha e França.
É com satisfação que agora oiço alguns responsáveis ligados ao governo pronunciarem-se no sentido das forças de segurança serem unificadas em uma única Polícia Nacional.

SE A MODA PEGA


> Keith Ashley está em apuros. O Departamento de Polícia de Dallas está a investigá-lo, acusando-o de falsificar o relatório de um roubo para esconder que estava a ter relações sexuais no carro de patrulha.
Segundo o “Dallas Morning News”, tudo aconteceu no dia 24 de Novembro, quando alguns professores apanharam o polícia a fazer sexo na parte de trás do carro patrulha, parado no parque de estacionamento da escola.
"Quando olhámos mais de perto percebemos que era um comportamento inadequado", recordou Angela Russell, uma das testemunhas.
No entanto, Keith Ashley nem sequer devia estar ali. Segundo o relatório que ele próprio escreveu, deveria estar a atender a um roubo num apartamento.
O Departamento de Polícia de Dallas quer agora saber se, além do comportamento impróprio, Ashley também falsificou o relatório.
Por enquanto, o polícia foi retirado das ruas e colocado em serviço interno.