Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pau Para Toda A Obra

Pau Para Toda A Obra

Viver

Desde pequeno que aprendemos que algo se passa ao nosso redor. É a vida. Com a ida para a escola e a aprendizagem da leitura e da escrita ficamos convencidos que podemos vir a saber muitas coisas desconhecidas. Os que estudam e tiram cursos superiores ficam orgulhosos na foto da festa dos finalistas. São homens que têm a vida por percorrer e as interrogações são muitas, nomeadamente, emprego, salário e saúde. Quem tem a felicidade de entrar no mundo dos negócios e ter êxito fica rico e a saber que há pessoas como eles que nada têm e que dormem na rua. A vida prossegue e chega a reforma. Jogar às cartas é a preferência, mas o mais doloroso são as esperas nas salas dos hospitais por uma consulta ou por uma intervenção cirúrgica. É nessa altura que se pensa que a vida foi um ápice e que a morte pode chegar a qualquer momento. Que tristeza, e o nosso desprezo por quem inventou a morte. Viver parece fácil, mas é um acto tão difícil de digerir.

1 comentário

Comentar post